Exclusivo para assinantes UOL

Na Argentina, o debate pelo direito das mulheres controlarem seus corpos leva a "protesto topless"

Jordana Timerman*

Em Buenos Aires (Argentina)

  • Natacha Pisarenko/AP

No mês passado, três mulheres em uma cidade litorânea argentina decidiram tomar banho de sol sem a parte de cima de seus biquínis. Poderia não ser nada de mais, mas a queixa de um turista atraiu 20 policiais e seis viaturas até a praia, que ameaçaram as mulheres de prisão a menos que se cobrissem. O episódio rapidamente provocou um debate nacional, levando a manifestações chamadas "tetaços". No início de fevereiro, quase 2.000 mulheres se reuniram em locais diferentes por todo o país (fazendo topless ou vestidas) para exigir seu direito de desnudarem seus seios.

UOL Cursos Online

Todos os cursos