Exclusivo para assinantes UOL

Dar nome e envergonhar estupradores é a única forma de levá-los à Justiça?

Lisa Pryor

Em Sydney (Austrália)

  • Getty Images/iStockphoto

Nas últimas semanas na Austrália, mulheres jovens têm feito campanha contra ataques sexuais, segurando cartazes detalhando os crimes cometidos contra elas. Os protestos coincidem com a divulgação de um levantamento feito pela Comissão Australiana de Direitos Humanos mostrando que cerca de 2.000 estudantes universitárias, quase 7% das entrevistadas, relataram ter sido atacadas sexualmente ao menos uma vez durante um período de dois anos.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos