Exclusivo para assinantes UOL

Opinião: Como o Chile pôs fim à sua draconiana lei do aborto

José Miguel Vivanco e Verónica Undurraga*

Em Santiago (Chile)

  • Esteban Felix/ AP

    21.ago.2017 - Mulher segura um boneco representando um feto durante protesto em frente a Corte Constitucional, em Santiago, Chile

    21.ago.2017 - Mulher segura um boneco representando um feto durante protesto em frente a Corte Constitucional, em Santiago, Chile

No mês passado, em uma enorme vitória para as mulheres chilenas, o Tribunal Constitucional aprovou uma lei há muito aguardada que restringe a proibição total ao aborto, aumentando a esperança de que outros países latino-americanos em breve reconsiderem suas cruéis restrições ao procedimento.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos