Exclusivo para assinantes UOL

Ser interrogado pela polícia religiosa da Malásia me recordou do maior problema atual no Islã

Mustafa Akyol*

  • Prakash Singh/AFP

Estou escrevendo esta coluna de um avião, partindo de Kuala Lumpur, Malásia, para meu novo lar, Wellesley, Massachusetts. Estou em um assento confortável e aguardando ansiosamente para voltar à minha família. Mas há cerca de 12 horas, entretanto, eu me sentia miserável, trancado em uma cela de detenção pela "polícia religiosa" da Malásia.

UOL Cursos Online

Todos os cursos