Exclusivo para assinantes UOL

Opinião: Já não seria hora de Netanyahu renunciar?

Shmuel Rosner*

Em Tel Aviv (Israel)

  • Tsafrir Abayov/AP

    Premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, discursa durante conferência em Jerusalém

    Premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, discursa durante conferência em Jerusalém

Um nuvem de suspeita e escândalo paira sobre o primeiro-ministro de Israel. Mas isso não necessariamente significa que ele tenha de renunciar.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos