Exclusivo para assinantes UOL

Opinião: O Partido Comunista da China está abandonando os trabalhadores

Harvey Thomlinson*

Em Hong Kong

  • Alex Lee/Reuters

    Trabalhadores da IBM seguram cartazes em fábrica da empresa em Shenzhen

    Trabalhadores da IBM seguram cartazes em fábrica da empresa em Shenzhen

A China virou um mar de insatisfação trabalhista. Durante as 10 primeiras semanas deste ano, houve mais de 400 greves informadas publicamente, mais do que o dobro em relação ao mesmo período no ano passado. O governo do presidente Xi Jinping respondeu com pulso firme: ativistas trabalhistas estão sendo presos e agredidos simplesmente por exigirem seus salários.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos