Exclusivo para assinantes UOL

Opinião: Gaza é zona de calamidade pública e vítima do sionismo

Gideon Levy*

Em Tel Aviv (Israel)

  • Mohammed Abed/AFP

    Palestino durante protesto na faixa de Gaza

    Palestino durante protesto na faixa de Gaza

Em algum momento no meio dos anos 1990, eu dei adeus à faixa de Gaza. Dominado pela grande ilusão, doce e vertiginosa, que foram os acordos de paz de Oslo em 1993, eu tinha certeza de que Gaza estava prestes a ser libertada da ocupação de Israel. O destino daquela faixa de terra era muito importante para mim. Havia quase 700 mil refugiados palestinos ali na época, muitos deles já na segunda e terceira geração. A maioria vivia em acampamentos, em condições vergonhosas.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos