Exclusivo para assinantes UOL

Opinião: Pequim e Moscou querem reduzir a influência mundial do Ocidente. Conseguirão?

Jochen Bittner

Em Hamburgo (Alemanha)

  • Carlos Barria/Pool/AP

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o da China, Xi Jinping, apertam as mãos

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o da China, Xi Jinping, apertam as mãos

Alegar que estamos vivendo uma nova Guerra Fria é tanto uma atenuação quanto um erro. O confronto do século 20 entre o Oriente comunista e o Ocidente capitalista era, ideologia à parte, sobre duas superpotências tentando conter uma à outra. O conflito global atual é muito menos estático.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos