Exclusivo para assinantes UOL

Opinião: Kim Jong-un quer conter planos da China de controlar futuro da península da Coreia

Jean Pierre Cabestan*

Em Hong Kong (China)

  • KCNA/AFP

    26.mar.2018 - Líder norte-coreano Kim Jong-un e o presidente chinês Xi Jinping brindam durante jantar no Grande Salão do Povo, em Pequim

    26.mar.2018 - Líder norte-coreano Kim Jong-un e o presidente chinês Xi Jinping brindam durante jantar no Grande Salão do Povo, em Pequim

As causas imediatas do recente avanço diplomático na península da Coreia são bem conhecidas: as sanções internacionais mais duras contra a Coreia do Norte, aprovadas até pela China e a Rússia, e a reação beligerante do presidente Donald Trump à recente intensificação dos testes nucleares e de mísseis sob Kim Jong-un, o líder norte-coreano desde 2011.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos