Carro bem-humorado detecta estado emocional do motorista

Você acha que não tem laço emotivo suficiente com seu carro?

Um novo veículo desenvolvido pela Toyota do Japão e pela Sony, a gigante da eletrônica, sorrirá, fará cara feia e chorará, sem contar que tomará seu pulso e analisará seu suor.

Chamado de "pod" (algo como "mochila"), o carro, que foi projetado para demonstrar emoção e aprender com a experiência do motorista, foi exibido pela primeira vez no Tokyo Motor Show (o Salão do Automóvel de Tóquio) na semana passada.

"Este carro conceitual explora o potencial da comunicação entre as pessoas e seus veículos", disse a Toyota em um comunicado de imprensa divulgado na quinta-feira.

A frente do carro de quatro lugares e motor 1.5 litro tem estrias em forma de "U" que se acendem para expressar emoção, faróis dianteiros posicionados à meia altura para se parecerem com olhos, e espelhos retrovisores posicionados para lembrarem orelhas.

Quando seu proprietário se aproxima, ele acende um feliz amarelo-alaranjado. Um pneu furado ou falta de combustível acenderão um azul, acompanhado da exibição de lágrimas. Uma guinada ou uma freada bruscas acenderão uma cor vermelha irritada. A traseira do carro, com design semelhante ao da frente, tem uma antena que abana feito um rabo.

Não é exatamente Kitt, o carro esporte falante de alta tecnologia da série de televisão "A Super Máquina" dos anos 80. A ênfase está mais para "gracioso".

O carro é dirigido por um controle tipo joystick e não possui pedais, mas tem sensores para detectar o estado emocional do motorista e dá conselhos de direção.

Ele possui dados pré-gravados de um motorista profissional, o compara com o estilo de condução do atual motorista, e exibe palavras de elogio ou alerta em um monitor central.

Não transpire

O pod também diz se o motorista está com pressa, medindo a aceleração, a
distância em relação ao carro da frente e a pulsação e transpiração do
motorista.

Ele não apenas exibirá um alerta, mas tentará acalmar o motorista com música relaxante e ventilando ar mais fresco.

Memorizando o estilo de condução do motorista, o carro adaptará
automaticamente as características operacionais para melhor atender à pessoa -por exemplo, amolecendo os amortecedores em estradas acidentadas e endurecendo a suspensão em estradas sinuosas.

Também não esquecerá dos momentos especiais, tirando fotos quando o tom da conversa indicar que se trata de um momento feliz.

Um pequeno terminal portátil, chamado de "minipod", memorizará as
preferências musicais e de programas de TV do motorista, e escolherá a
música de fundo e fornecerá informações de compras.

Ao se aproximar do carro com o minipod ele se acenderá, abrirá a porta,
inclinará o banco para facilitar a entrada assim como o ajustará ao
motorista. Ao desligar o motor com o minipod, a altura do carro descerá e ele se despedirá do motorista.

A Toyota, que tem sido esperta em seduzir os motoristas mais jovens, e a
Sony, que tem desenvolvido tecnologias interativas como as vistas em seu cão robô, Aibo, vinham trabalhando neste carro desde o ano passado.


Tradução: George El Khouri Andolfato

UOL Cursos Online

Todos os cursos