Agências de inteligência procuram terroristas na Internet

Jack Kelley
USA Today
Em Islamabad (Paquistão)

Oficiais de inteligência dos Estados Unidos estão vasculhando a Internet para tentar reencontrar um web site que eles acreditam ter sido utilizado pela Al Qaeda para enviar mensagens, incluindo possíveis instruções para os seus próximos ataques, destinadas aos seus militantes em várias partes do mundo.

O site árabe, que até recentemente tinha o nome de alneda.com, "é um veículo de comunicação para a Al Qaeda no exílio" e um dos principais instrumentos do grupo extremista na sua tentativa de se reagrupar, advertiram membros da comunidade de inteligência em Islamabad.

O site, que foi registrado em Cingapura, apareceu nos servidores de web na Malásia e no Texas este mês, antes de ter sido fechado, a pedido das autoridades norte-americanas. Espera-se agora que ele reapareça com um endereço numérico, em uma tentativa de ludibriar os especialistas do FBI e da CIA que tentam localiza-lo e ler o seu conteúdo.

O site contém vídeo-clips e mensagens com a voz de Osama bin Laden, fotografias de suspeitos de serem membros da Al Qaeda, detidos no Paquistão, e, possivelmente, mensagens criptografadas ou embaralhadas de membros da Al Qaeda, afirmam oficiais de inteligência dos Estados Unidos.

Eles afirmam que o site contém ainda:

- Uma mensagem recente, alegando ser do porta-voz da Al Qaeda, Sulaiman Abu Ghaith, na qual ele adverte que haverá mais ataques contra os Estados Unidos.

- Uma série de artigos alegando que os ataques suicidas contra os norte-americanos são justificáveis segundo a lei islâmica.

"O alneda.com é um dos únicos sites, se não for o único, que contém declarações da Al Qaeda e do Taleban", afirma Ben Venzke, um especialista em ciberterrorismo e presidente de firma de consultoria sobre contra-terrorismo IntelCenter, com sede em Virginia. "Acredito que ele vá reaparecer tão rapidamente como desaparece e muda de formato".

Os membros da Al Qaeda provavelmente copiaram o conteúdo do site em CD-Roms, de forma que podem recria-lo com um novo endereço, afirma Venzke. Ele acredita que esse novo endereço será passado a uns poucos membros da organização por e-mail e, a seguir, disseminado pela hierarquia da Al Qaeda.

Venzke e outros especialistas dizem que os líderes da Al Qaeda preferem usar um web site para se comunicar com os seus seguidores, ao invés de utilizar telefones ou e-mails, que são muito mais fáceis de serem interceptados.

Autoridades americanas afirmam que também estão monitorando uma sala de bate-papo da Internet, com base nos Estados Unidos, onde os participantes parecem estar planejando realizar ataques contra os Estados Unidos. Os oficiais se recusaram a identificar o web site que está hospedando a sala de bate-papo, a fim de não prejudicar as investigações em andamento.

Um dos participantes do grupo de discussões foi perguntado recentemente se era capaz de se comunicar em espanhol. Ele disse que sim. Os oficiais de inteligência dos Estados Unidos dizem acreditar que os recrutadores da Al Qaeda estariam procurando por muçulmanos latinos com passaportes americanos para realizar ataques contra os Estados Unidos. No mês passado, Abdullah Al Muhajir - cujo nome de batismo é José Padilla - foi preso em Chigago, acusado de ter planejado detonar uma "bomba suja" radioativa nos Estados Unidos. Os oficiais dizem que ele é um membro estadunidense da Al Qaeda.

Embora haja vários web sites que parecem estar sendo administrados por membros da Al Qaeda no exterior, os oficiais dizem que o site que hospeda a sala de discussões se tornou especialmente preocupante, porque está sediado nos Estados Unidos.

O web site, que foi visto pelo "USA Today", contém links para vídeos que mostram a morte do repórter Daniel Pearl, do "Wall Street Journal", e a destruição do World Trade Center. O site contém ainda outros grupos de discussão onde os participantes divulgam mensagens sobre membros da Al Qaeda e outros muçulmanos que foram recentemente mortos no Afeganistão, na Cisjordânia, na Faixa de Gaza e em outros locais.

Entre as recentes mensagens em inglês publicadas no site, estão as seguintes:

- "Não existe maior recompensa do que sacrificar a nossa vida pela causa de Alá".

- "Não sentimos ódio contra ninguém, nem mesmo contra os norte-americanos e os judeus. Devemos amar o ato de envia-los ao inferno, pois eles pertencem às labaredas eternas de fogo. Deus é grande!".

- "Nenhuma morte de um norte-americano no Dia dos Pais? Isso é triste".


Tradução: Danilo Fonseca

UOL Cursos Online

Todos os cursos