Crianças que fazem dieta por conta própria podem tornar-se comedores compulsivos

Nanci Hellmich

Crianças e adolescentes não devem se submeter a dietas por conta própria porque isso pode fazer com que se tornem comedores compulsivos e levá-los a engordar, afirmaram na segunda-feira (6/10) especialistas em pediatria que participam de uma pesquisa.

Pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Harvard acompanharam 8.203 meninas e 6.769 meninos com idades entre nove e 14 anos, durante três anos. Eles identificaram os hábitos alimentares e de exercícios das crianças e adolescentes, usando questionários, e descobriram que o ganho excessivo de peso é um fenômeno mais comum entre os indivíduos dessa faixa etária que fazem dieta.

Os pesquisadores descobriram que 25% das meninas e 14% dos meninos fazem dieta ocasionalmente, enquanto que 5% das meninas e 2% dos meninos adotam dietas freqüentemente. Quando os pesquisadores controlaram outras variáveis que influem na previsão de ganho de peso, tais como crescimento, o hábito de ver televisão e a falta de exercícios, descobriram que:

  • As meninas que fazem dietas freqüentes engordaram em média 800 gramas por ano a mais do que aquelas que nunca fizeram dieta.

  • As meninas que fizeram dietas ocasionais engordaram cerca de 600 gramas a mais por ano do que aquelas que não fizeram dieta.

  • Os meninos que fizeram dietas freqüentes ou esporádicas engordaram em média um quilograma por ano a mais do que os garotos que não fizeram dieta.

  • As meninas que se submeteram a dietas freqüentes apresentaram uma tendência 12 vezes maior para se tornarem comedoras compulsivas do que aquelas que não fizeram dieta.

  • Os garotos que fizeram dietas com freqüência apresentaram uma tendência sete vezes maior para se tornarem comedores compulsivos do que os que não fizeram dieta.

    Segundo Alison Field, professora de pediatria da Escola de Medicina da Universidade Harvard, cujos estudos foram publicados na edição de outubro do periódico "Pediatrics", as crianças que fizeram dieta podem estar comendo demais ou ingerindo compulsivamente aqueles alimentos que eram proibidos.

    Crianças e adolescentes que estão alguns quilos acima do peso ideal ou que desejam controlar o peso deveriam ter como meta as pequenas mudanças que pudessem ser mantidas com o passar do tempo - como a redução das porções exageradas, a troca do leite com 2% de gordura pelo desnatado e a ingestão de menos refrigerante.

    Alison diz que as crianças e adolescentes que estão acima do peso e desejam emagrecer devem procurar a orientação de profissionais de medicina e de nutrição. Danilo Fonseca
  • UOL Cursos Online

    Todos os cursos