Guerra de rosas surge na temporada dos Oscars

Olivia Barker

Para quem disputa os prêmios da Academia, o momento é de muitas rosas --e também de orquídeas, lírios e flores lilás. É temporada das flores em Hollywood. Entregues diariamente às dúzias, desde que saíram as indicações ao Oscar no mês passado, os buquês servem para as congratulações (Parabéns pela indicação!"), para sedução ("Essas são para que você use o meu vestido!"), como cumprimentos ("Você estava maravilhosa vestindo minha criação!") e como pedido de desculpas ("Estou arrasada porque derramei vinho no seu vestido!").

Robert Hanashiro/USA Today

Pelo menos 70 mil rosas vermelhas serão usadas para decorar o Kodak Theater neste domingo
Florescendo dos vasos de cristal e de vasilhames forrados de couro, os arranjos não são tão discutidos, mas são exuberantes como trajes noturnos ou sacolas chic.

Os arranjos são enviados por agentes e advogados, por estilistas e joalheiros. E quem recebe exatamente o que, e de quem, é um segredo tão bem guardado quanto o conteúdo dos envelopes com nomes dos vencedores. "A quantidade de arranjos para mim está uma loucura. O movimento parece muito mais intenso", diz Eric Buterbaugh, que tem um ateliê há sete anos sediado no Hotel Beverly Hills Four Seasons, e que é conhecido por tratar de flores e caules como quem cuida de telas e pinturas.

E os buquês estão ficando mais extravagantes, segundo Eric. "Às vezes as pessoas ficam mais discretas. Mas agora parece que andam exagerando um pouco."

Buterbaugh obtém bons lucros desses "presentes informais", arranjos presenteados por estilistas famosos e conhecidos por um nome só --"(John)Galliano, Valentino (Garavani), (Giorgio) Armani e Ralph (Lauren)".

Primeiro eles mandam os arranjos como incentivos para que os artistas usem suas criações, e depois como forma de gratidão, por terem brilhado com seus trajes sobre o carpete vermelho.

Oscar de la Renta envia "simplesmente toneladas" de uma planta decorativa, a ervilha-de-cheiro, diz Kimm Birkicht da loja The Velvet Garden. "Acho que isso pode ter sensibilizado algumas pessoas no passado."

Outros estilistas clientes ilustres de Birkicht, entre eles Vera Wang e Alberta Ferretti, freqüentemente tentam escolher pétalas que complementem suas criações em seda pura "peau de soie".

Em 2001, Valentino enviou a Julia Roberts "provavelmente" 20 dúzias de rosas vermelhas arranjadas por Buterbaugh, envoltas numa embalagem de couro vermelho com estampas de crocodilo. Sempre preocupado com sua imagem, Valentino pediu para conferir o arranjo antes de ser enviado a Julia Roberts. "Era imenso", lembra Buterbaugh. "Como uma parede de flores."

No dia seguinte após o Oscar ser entregue a Julia Roberts pela interpretação no filme "Erin Brockovich", a loja de Buterbaugh enviou à atriz pelo menos uma dúzia de buquês. "Alguns eram bem altos, outros mais baixos e compridos." O desafio para os vendedores é garantir que os diversos presenteadores enviem arranjos diferentes e personalizados.

E as estrelas também mandam seus arranjos, como mimos de uns para outros, ou como forma de agradecimento aos seus estilistas, cabeleireiros e maquiadores.

Ou também como um pedido de desculpas. Após ter esquecido de mencionar, em seu efusivo discurso de agradecimento, a verdadeira Erin, intrépida assistente jurídica que inspirou o filme, Julia Roberts enviou três imensos buquês para a casa de Brockovich.

No que diz respeito à flora, Julia Roberts é associada à cor vermelha; já Charlize Theron, premiada como melhor atriz no ano passado, tem a ver com tons pastel "muito suaves", diz Buterbaugh.

Leonardo DiCaprio, indicado a melhor ator esse ano, gosta de arranjos que sejam "exuberantes e estilizados", diz a florista dele, Suzane Le May, proprietária da loja Les Sculptures Vivantes, que se orgulha de seu dom de combinar os arranjos com as personalidades presenteadas.

Também cliente de Suzane Le May, a indicada Annette Bening prefere concepções do "velho mundo", com desenhos que sejam "bem bem femininos e florais."

Os clientes de Le May --ela diz que é chamada por eles de "caviar entre floristas"-- incluem cerca de três quartos dos indicados aos prêmios desse ano.

Com tantas flores enviadas em proporções tão "obscenas", ela diz que o lado engenhoso e estressante do trabalho é que "você precisa se superar."

Então como ela faz para surpreender DiCaprio, depois de ele ter recebido umas 20 criações dela somente no ano passado? E o que dizer para Annette, que é constantemente presenteada com as criações de Le May "oh meu Deus, quase a cada semana?"

Suzane não abre o jogo: "Não vou lhe dizer o que eu faço exatamente." E Hollywood segue convocando a florista das estrelas, segundo ela, "quando eles querem qualidade, profissionalismo e discrição."

Fatos florais

  • A escolha clássica: Rosas com longos caules (cerca de 12cm); como as que Halle Berry recebeu após sua vitória.

  • Quantidades copiosas: "Quando as pessoas são indicadas, são engolfadas por flores", diz Eric Buterbaugh. E quando elas ganham, "ficam novamente cobertas de flores." No intervalo entre o anúncio da indicação e a premiação, um indicado pode receber de 60 a 70 buquês por dia.

  • Suzane Le May explica: "Não se pode presenteá-los com comida ou chocolate, já que todos estão em dieta severa."

  • Preços platinados: Arranjos vão de US$1.000 a US$ 3.000 (de R$ 2.700 a R$ 8.100). Com algumas orquídeas custando de US$ 30 a US$ 40 por caule (até cerca de R$ 110), Le May pode preparar um buquê de R$ 1.000 em 15 minutos. Flores são usadas para dizer parabéns, obrigado ou eu sinto muito Marcelo Godoy
  • UOL Cursos Online

    Todos os cursos