Será que 16 anos é cedo demais para dirigir?

Robert Davis

Aumentar a idade para poder dirigir automóveis nos Estados Unidos.

Essa idéia radical está ganhando impulso na luta para se salvar a vida de motoristas adolescentes --os mais perigosos nas estradas americanas-- e de seus passageiros. Especialistas na área de estudos cerebrais e de segurança automobilística temem que os jovens de 16 anos, que já podem ser motoristas na maioria dos Estados americanos, sejam por demais imaturos para lidar com os carros contemporâneos e com os riscos apresentados pelas estradas.

Novas descobertas feitas por pesquisadores do cérebro no Instituto Nacional de Saúde explicam pela primeira vez porque normalmente falham os esforços em relação à proteção dos motoristas mais jovens. O ponto fraco: é o chamado "ramo executivo" do cérebro do adolescente --a parte que pondera os riscos, emite julgamentos e que controla o comportamento impulsivo.

Cientistas no campus do Instituto, em Bethesda, Estado de Maryland (costa leste), descobriram que essa área vital se desenvolve ao longo dos anos da adolescência, só vindo a atingir a plena maturidade aos 25 anos.

Um cérebro de 16 anos pode ser mais desenvolvido que o de outra pessoa com 18 anos, assim como um adolescente mais jovem pode ser mais alto que outro mais velho. Mas há cada vez mais provas de que o cérebro de uma pessoa com 16 anos geralmente é bem menos desenvolvido que o de adolescentes mais velhos.

A pesquisa parece ajudar na explicação sobre o fato de que motoristas de 16 anos se acidentam em índices bem mais elevados do que ocorre entre adolescentes mais velhos. Os estudos já convenceram um número crescente de especialistas em segurança de que jovens de 16 anos são jovens demais para dirigir seguramente sem supervisão.

"Em círculos mais reservados, várias pessoas na área da segurança automobilística acreditam que é uma boa idéia aumentar a idade mínima para se tirar carteira de motorista", diz Barbara Harsha, diretora executiva da Associação de Autoridades em Segurança nas Estradas. "Esse é um tópico que está ficando em evidência."

Os americanos cada vez mais são a favor do aumento da idade legal para dirigir veículos, conforme constatou uma pesquisa realizada pelo USA
Today
, pela rede CNN e pelo Instituto Gallup. Cerca de dois terços dos entrevistados --61%-- dizem achar que adolescentes de 16 anos são jovens demais para tirar uma carteira de motorista. Apenas 37% dos entrevistados disseram concordar com a carteira para os de 16 anos, contra 50% que tinham essa opinião em 1995.

Uma leve maioria, 53%, acredita que os adolescentes deveriam ter pelo menos 18 anos para conseguir uma carteira de motorista.

A pesquisa realizada com 1.002 adultos, conduzida entre 17 e 19 de dezembro de 2004, tem uma margem de erro de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Muitos Estados já começaram a aumentar a idade legal impondo restrições aos motoristas de 16 anos. Neles, está limitado o número de passageiros que eles podem transportar, ou então esses jovens estão impedidos de dirigir após uma certa hora da noite.

Mas a idéia de simplesmente proibir os jovens de 16 anos de dirigirem sem acompanhamento dos pais --como acontece em Nova Jersey-- enfrenta resistências de muitos legisladores e também dos pais, em toda a nação.

Irving Slosberg, um parlamentar estadual da Florida que perdeu sua filha de 14 anos num acidente em 1995, diz que, quando propôs uma lei aumentando a idade legal para ser motorista, outros legisladores "riram de mim".

Bill Van Tassel, gerente nacional dos programas de treinamentos de motoristas da AAA (uma espécie de Touring Club), está atento aos dois lados da questão. "Temos alguns pais que estão muito cansados de bancar os motoristas dos filhos, e querem que suas crianças possam logo dirigir", ele diz. "Dirigir é uma questão muito emocional".

Mas especialistas em segurança temem que essa paralisia legal possa levar a mais perdas de vidas jovens. Alguns exigem um tom de urgência para uma mudança de curso. O motivo: um número recorde de adolescentes americanos logo estará sobre rodas, quando chegarem à idade da carteira de motorista os nascidos no pique do "pequeno baby boom", registrado no final dos anos oitenta.

Em média, já se registra que duas pessoas morrem a cada dia em todos os Estados Unidos, em veículos conduzidos por motoristas de 16 anos. Um em cada cinco motoristas de 16 anos será vítima de ocorrência em acidente automobilístico, logo em seu primeiro ano de carteira.

Em 2003, 937 motoristas de 16 anos estiveram envolvidos em acidentes fatais. Nesses acidentes, morreram 411 desses motoristas de 16 anos, enquanto 352 eram passageiros desses jovens motoristas, que de maneira geral estão envolvidos em acidentes fatais numa proporção cinco vezes maior que a registrada entre motoristas de 20 anos ou mais.

Gayle Bell, cuja filha de 16 anos, Jessie, capotou seu pequeno carro num canal no Estado do Missouri e morreu em julho de 2003, diz que costumava ser, com alegria, a "chofer" de Jessie. E ela daria tudo pela possibilidade de novamente ser a motorista da filha Jessie.

"Sempre estivemos juntas, mas nem tanto assim depois que ela conseguiu a carteira de motorista", diz Gayle. "Se eu pudesse trazê-la de volta, seria capaz de laçar a lua".

A maior parte dos Estados americanos até agora focou suas determinações na ênfase de dar aos adolescentes maior experiência no trânsito, antes de garantir a eles licenças irrestritas para direção. Mas a tal nova pesquisa sobre funções cerebrais sugere que há um fator a parte, que é igualmente crucial: a maturidade. Um motorista calouro aos 17 ou 18 anos é considerado mais seguro que um motorista calouro aos 16 anos.

Até mesmo alguns adolescentes já reconhecem que jovens de 16 anos geralmente não estão preparados para encarar os riscos de vida que os motoristas encontram sobre rodas.

"Aumentar a idade legal para ser motorista, de 16 para 17 anos, beneficiaria toda a sociedade", diz Liza Darwin, 17 anos, moradora em Nashville, no Tennessee. Embora muitos pais pudessem ficar contrariados e os jovens frustrados, a adolescente diz: "Faz sentido aumentar a idade legal para ser motorista, para que mais vidas sejam salvas." Pelo menos é o que dizem estatísticas, em número cada vez maior Marcelo Godoy

UOL Cursos Online

Todos os cursos