Bush obtém a pior aprovação de sua presidência

Bill Nichols
Em Washington

O índice de aprovação do presidente norte-americano, George W. Bush, caiu para 45%, o ponto mais baixo de sua presidência, segundo uma nova pesquisa USA Today/CNN/Gallup.

O resultado, em uma pesquisa envolvendo 1.001 adultos e realizada entre segunda-feira e quarta-feira (21 a 23/03), representa uma queda acentuada em relação aos 52% obtidos em uma pesquisa realizada na semana passada. O menor índice de aprovação anterior de Bush, 46%, foi registrado em maio do ano passado.

A Casa Branca se recusou a comentar. Tracey Schmitt, uma porta-voz do Comitê Nacional Republicano, disse que Bush está lidando com "questões difíceis, seja a reforma do Seguro Social, a disseminação da democracia e a nova tentativa de aprovar no Congresso uma abrangente reforma de energia".

Analistas políticos independentes disseram que a queda pode refletir uma oposição à intervenção da Casa Branca e do Congresso no caso Terri Schiavo.

"Você se pergunta se as pessoas não sentiram que o presidente e o Congresso deveriam estar dedicando seu tempo à Previdência Social e outros problemas", disse Charlie Cook, editor do não-partidário "Cook Political Report".

Na segunda-feira, Bush sancionou um projeto de lei aprovado em uma sessão incomum do Congresso, no fim de semana, que permite que tribunais federais assumam a jurisdição sobre a decisão do marido de Schiavo, Michael, de remover o tubo de alimentação dela.

Uma pesquisa USA Today/CNN/Gallup realizada no último fim de semana revelou que 61% pediriam a remoção do tubo de alimentação da esposa em circunstâncias semelhantes.

A nova pesquisa apontou que a maior queda de apoio a Bush ocorreu entre homens, que se descreveram com conservadores e freqüentadores de igreja.

A pesquisa também apontou um número maior de democratas. Nesta pesquisa, 37% disseram ser democratas e 32% disseram ser republicanos. Na semana passada, 32% disseram ser democratas e 35% disseram ser republicanos.

A forma como Bush está lidando com a economia também parece ter contribuído para o resultado da pesquisa.

Os índices de Bush na economia:

  • 59% disseram que as condições econômicas estão piorando, o maior número negativo de Bush para a economia em dois anos.

  • 32% consideraram as condições econômicas boas ou excelentes, o índice mais baixo em mais de um ano.

    Uma pesquisa Gallup realizada no mesmo período encontrou uma crescente preocupação com o preço da gasolina. Os preços dos combustíveis e petróleo empataram com desemprego, empregos e salários como maiores preocupações econômicas.

    "Qualquer político que promova um plano de privatização do Seguro Social que reduzirá benefícios e aumentará a dívida nacional em US$ 4,3 trilhões verá seu índice de aprovação cair", disse Josh Earnest, porta-voz do Comitê Nacional Democrata.

    A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Pesquisa aponta que apenas 45% dos americanos aprovam a gestão George El Khouri Andolfato
  • UOL Cursos Online

    Todos os cursos