Após 11 anos, dr. Carter sai de licença em "ER"

Bill Keveney

É o fim de uma "ER"A.

Noah Wyle, o único protagonista de "ER" que permanecia até hoje no drama produzido pela rede NBC em seus 11 anos de exibição, a partir de maio já não será mais uma presença fixa na série, e só deverá retornar em quatro episódios por temporada, nas duas próximas temporadas.

O personagem de Wyle, dr. John Carter, dirá adeus aos colegas do Hospital Geral do Condado de Chicago no final da atual temporada nos Estados Unidos, dia 19 de maio. No episódio que será exibido uma semana antes, Carter se reunirá com seu amor verdadeiro, Kem (Thandie Newton), em Paris, segundo disseram os produtores da série. "ER" (exibida no Brasil pelo canal Warner, quintas às 22h) terá cenas gravadas na capital francesa no começo de abril.

O produtor executivo John Wells diz que sentirá a ausência do ator, tanto em termos pessoais como em termos profissionais; ele e Wyle, 33 anos, estão entre os poucos que permanecem no programa desde a gravação do piloto, em 1994. Sherry Stringfield, outra remanescente do início da série, voltou como a dra. Susan Lewis em 2001, após uma ausência de cinco anos.

"É muito triste para mim. Noah e eu temos muita história juntos", diz Wells. "Ele é um ator maravilhoso, um homem maravilhoso, e tem sido ótimo vê-lo crescer, casar e formar uma família."

Wyle, que já recebeu cinco indicações ao Emmy pela interpretação de Carter, disse no último outono americano que planejava sair de "ER" quando seu contrato expirasse, no final da atual temporada televisiva. Mas ele deixou a porta entreaberta, podendo voltar de alguma forma.

O produtor Wells diz que na verdade o ator está interessado em outras oportunidades na carreira, e que os roteiristas tinham dificuldades em encontrar novas idéias de trama para Carter, numa série que é tão fundamentada nos relacionamentos dos personagens.

"ER", série cuja produção está garantida até a temporada de 2007-08, já não é mais o furacão de audiência de anos anteriores com Wyle, mas ainda é a série ficcional mais vista da NBC, tendo ótimo desempenho junto aos jovens adultos, tão cortejados pelos anunciantes.

A série da CBS "Without a Trace" atualmente supera "ER" em total de espectadores 18,9 milhões contra 16,1 milhões, na temporada 2004-05), mas "ER" lidera no grupo entre os 18 e 49 anos (por 9,8 milhões de espectadores, contra 8 milhões).

O Carter vivido por Wyle estará deixando o trabalho para se juntar a uma organização no estilo dos Médicos Sem Fronteiras, diz Wells. Numa situação anterior desenvolvida na trama, Carter e o dr. Luka Kovac (Goran Visnjic) prestaram assistência médica na África, que foi aonde Carter encontrou Kem, uma administradora de saúde que trabalha com pacientes vítimas da Aids. Kem partiu para a Africa no início da atual temporada, após o casal ter tido um menino que morreu ainda bebê.

Wyle, que integrava um elenco onde estavam George Clooney, Anthony Edwards e Eriq La Salle, se afastou durante seis episódios no outono americano de 2003, para passar algum tempo com a mulher, Tracy, e seu próprio menino bebê, Owen.

Em dezembro, Wyle estrelou um filme de ação para a TNT, "The Librarian: Quest for the Spear" (O Bibliotecário: Em Busca da Lança), que recebeu boas críticas e atraiu a significativa marca de 7 milhões de espectadores. Entre os filme exibidos com anúncios, nos lares com TV a cabo, foi o mais visto em 2004; e já está sendo criada uma sequência.

Tom Weeks, representante da empresa compradora de produtos de mídia Starcom Entertainment, diz que Wyle fez de Carter um forte protagonista ao longo dos anos, mas que a saída dele não deverá afetar significativamente o programa e sua equipe. "Ninguém quer vê-lo partir, mas acho que as pessoas ligam a TV mesmo é para ver o hospital." Ator Noah Wyle vai diminuir sua participação no seriado da Warner Marcelo Godoy

UOL Cursos Online

Todos os cursos