Mickey Rourke dá a volta por cima com "Sin City"

Anthony Breznican

Como lutador de boxe, Mickey Rourke costumava atingir outros caras. Agora ele atinge a si mesmo.

Em guarda para um retorno à carreira como Marv, vingador corpulento no atual sucesso "Sin City", Rourke diz que mal consegue aproveitar o momento. Ele está se remoendo por não conseguir apreciar seu próprio sucesso, pela primeira vez na vida.

"Eu me sinto bem, mas ainda estou desconfiado", diz Rourke pelo telefone, com aquela voz cavernosa. "É porque faz muito tempo desde a última vez em que estava engrenado, ou que as pessoas mencionavam meu nome e não completavam com 'Ah, não, ele não!'"

Até mesmo quem não virou fã do filme "Sin City", como Carina Chocano do jornal "Los Angeles Times", celebra Rourke como "o único integrante do amplo elenco que realmente acrescenta alguma coisa ao seu papel, o de gigante desumano, em vez de se deixar achatar pelo personagem."

"Sin City" lhe devolveu a atenção de Hollywood, mas na verdade esse nativo de Miami, aos 48 anos, quer despertar interesse é com o suspense "Domino", ao lado de Keira Knightley, com estréia prevista dia 19 de agosto nos Estados Unidos. Em "Domino" Rourke interpreta um tutor militarista, que orienta uma ex-modelo transformada numa caçadora de recompensas.

"Mantendo minha consistência como profissional, tudo irá funcionar", diz Rourke.

Há uns 10 anos, a situação piorou para o ator, que nos anos 80 era um demolidor de corações, interpretando caras sexualmente intensos em "Diner", "Rumble Fish" e "9 1/2 Semanas de Amor".

Ele culpa seu mau temperamento e estilo de vida descontrolado por uma série de filmes ruins nos anos 90, incluindo uma seqüência de "9 1/2".

"Eu estava numa tremenda de uma grande festa", confessa Rourke. "Saí por aí com a minha motocicleta e só voltei 13 anos depois. As pessoas dizem, 'Ah, o problema foi o álcool e também as drogas', mas para mim não era bem assim. Achava que precisava de um Rolls-Royce e umas 10 motocicletas, e mais uma linda mulher e assessores dos infernos. Eu mesmo é que botei tudo a perder."

Em 1994, acabou seu casamento com a modelo/atriz Carré Otis, sua parceira de cena quatro anos antes, no suspense erótico "Orquídea Selvagem" (com várias cenas filmadas no Rio de Janeiro).

"Eu não me ligo especialmente em atrizes", agora ele diz, acrescentando que no momento está solteiro, sem compromissos.

Ao longo desses anos difíceis, Mickey Rourke até que encontrou trabalho, em pontas como antagonista de Jack Nicholson em "A Promessa" (dirigido por Sean Penn), de 2001, e de Bob Dylan em "Masked and Anonymous" ("O Mascarado"), de 2003.

"Com eles eu podia trabalhar assim por um dia ou dois, sabe como é?", diz o ator. "E eu acabei perdendo tudo o que eu tinha."

Após vender suas casas e carros, passou a viver num apartamento e a ganhar a vida como lutador de boxe nos anos 90. Seu bom visual desapareceu, devido a tantos socos e cirurgias reconstrutivas. Mas o visual tão marcado agora poderá significar a salvação para o ator.

Quando o diretor Robert Rodriguez sugeriu o nome de Rourke para "Sin City", o criador dos quadrinhos e co-diretor Frank Miller ficou na dúvida. "Tudo o que eu consegui dizer foi, 'Você está pensando naquele magrelinho que fez "Corpos Ardentes" (em 1981)?'", diz Miller.

Mesmo assim Roberto Rodriguez insistiu. "Eu conhecia (Rourke) pessoalmente, já havia trabalhado com ele em "Era Uma Vez no México" e sabia como tinha uma alma torturada. Eu disse, 'Mickey Rourke é a melhor opção para nos aproximarmos do personagem Marv sem nos machucarmos.'"

Mickey Rourke se diz agradecido pela segunda chance que teve, com Rodriguez e com o diretor de "Domino", Tony Scott ("Fome de Viver", "Top Gun - Ases Indomáveis"), que também já havia lhe escalado anteriormente em "Chamas da Vingança", com Denzel Washington.

"Se eu continuar me dando bem com esses caras, sabe como é, de repente qualquer dia desses me passarão a bola novamente", diz o ator.

"Pelo menos agora eu sei como me movimentar." O astro de "9 1/2 Semanas de Amor" caiu em desgraça nos anos 90 Marcelo Godoy

UOL Cursos Online

Todos os cursos