Caso "Newsweek" mostra que fontes anônimas devem descer com a descarga

Al Neuharth
Fundador do USA Today

Agora é a revista "Newsweek" que está com ovos na cara. Tudo porque um repórter famoso e seus editores não perceberam que não dá para fazer descer um livro dando descarga em uma privada.

Se o fiasco da "Newsweek" não tivesse se tornado tão fatal, seria engraçado. Mas o tumulto, morte e destruição no mundo muçulmano causados por uma reportagem falsa que acusava os militares americanos de profanar o Alcorão são tão sérios que podem fazer outros repórteres, finalmente, entenderem os seguintes princípios básicos do jornalismo:

  • As fontes anônimas geralmente são covardes, e freqüentemente dizem mais do que sabem;

  • Os repórteres que usam essas fontes sem comprovar as denúncias algumas vezes divulgam mais do que ouvem;

  • Os editores ou diretores de notícias que permitem seu uso estão violando a confiança neles depositada.

    Nesta semana, foi a "Newsweek" e o repórter famoso Michael Isikoff. No ano passado, foi a CBS e o âncora Dan Rather. Também no ano passado, o USA Today e o repórter Jack Kelley. No ano anterior, "The New York Times" e Jayson Blair. Há vinte cinco anos, "The Washington Post" e Janet Cooke.

    Alguns que se queimaram com fontes anônimas aprenderam alguma coisa. O "NYT" está estudando a adoção de uma política interna mais dura. O USA Today aumentou em muito a rigidez de seu controle.

    Mas nenhuma grande agência de notícias adotou uma proibição firme do uso de fontes anônimas.

    A arrogância que isso gera foi exemplificada novamente nesta semana, quando Bob Woodward, famoso jornalista do caso Watergate que hoje é editor-assistente do "Washington Post", disse: "Acho que não há uso suficiente de fontes anônimas, francamente", segundo o "Wall Street Journal".

    Quem trabalha com notícias deve entender as informações dadas por fontes anônimas simplesmente como pistas. A não ser que uma pesquisa detalhada forneça fatos comprovados, o material anônimo deve ser jogado pela privada.

    Vocês que consomem notícias merecem precisão e honestidade, acima de tudo.

    Algumas opiniões:

    "Fontes anônimas são usadas e abusadas pelo repórteres, sem dúvida. Mas antes de as jogarmos fora do jornalismo, lembrem-se que algumas histórias importantes são impossíveis de se descobrir sem pessoas que colocam em risco seus empregos ou até sua segurança."

    Howard Kurtz, "Washington Post".

    "Nós da 'Newsweek' agora entendemos que precisamos endurecer nossa política em relação a fontes anônimas. Em breve, teremos algo a dizer sobre isso a nossos leitores."

    Mark Whitaker, editor da "Newsweek". Texto sobre profanação do Alcorão traz lições sobre jornalismo Deborah Weinberg
  • UOL Cursos Online

    Todos os cursos