Clientes de lanchonetes têm uma rude surpresa calórica

Nanci Hellmich
Vancouver

Os clientes do McDonald's podem engolir muito mais calorias com seus hambúrgueres e batatas fritas do que os freqüentadores das lojas de sanduíche Subway. Mas, pelo menos, não têm uma sensação falsa de virtude.

Em um estudo chamado "Projeto McSubway", Brian Wansink, da Universidade Cornell, e pesquisadores da Universidade de Illinois interceptaram 300 pessoas enquanto terminavam suas refeições em lanchonetes do McDonald's ou do Subway. Eles perguntaram o que tinham comido e quantas calorias pensavam ter consumido.

Os cientistas então calcularam o número de calorias que de fato os entrevistados tinham consumido, adicionando as calorias dos alimentos e subtraindo as calorias dos restos. Alguns dos resultados apresentados nesta semana na reunião anual da Sociedade de Obesidade, uma organização de profissionais do emagrecimento, foram:

Os clientes do McDonald's consumiram cerca de 710 calorias e estimaram ter comido cerca de 670. Os clientes do Subway comeram aproximadamente 560 calorias, mas estimaram apenas 335.

"Consumidores do McDonald's consumiram muitas calorias e sabiam disso. Os do Subway sofriam de ilusão de 'santo', achando que estavam se alimentado melhor do que estavam", disse Wansink, diretor do laboratório de Alimentos e Marcas de Cornell.

Outro estudo do mesmo pesquisador revelou o que muitos já sabem: é muito mais provável que a pessoa consuma doces se o pacote estiver em cima de sua mesa de trabalho.

Todos os dias, por quatro semanas, os pesquisadores colocaram 30 chocolates Hershey's Kiss em recipientes transparentes ou opacos para 40 secretárias. Os recipientes foram distribuídos de quatro formas diferentes: nas mesas e aparentes; nas mesas, mas em recipientes com tampa de forma que não dava para ver o doce; cerca de 2 metros de distância e aparentes; na mesma distância, mas não aparentes.

Os pesquisadores registravam diariamente quantos chocolates haviam sido comidos e voltavam a encher os recipientes toda manhã. Resultados: as pessoas comeram quase oito chocolates por dia quando o recipiente estava em sua mesa e o chocolate aparente; comeram cerca de 4 por dia quando o recipiente estava na mesa, mas coberto.

Elas comeram uma média de cinco chocolates por dia quando estavam longe, mas aparentes. E comeram um pouco mais que três por dia quando o recipiente estava na mesma distância, mas coberto.

"Foi basicamente uma demonstração de 'longe do olho, longe da mente'", disse Wansink. "Quanto menos visível e menos conveniente, menos as pessoas pensavam no doce ou eram tentadas."

E, ele acrescentou, "outro conselho pode ser aproximar o prato de frutas". "Consumidores do McDonald's consumiram muitas calorias e sabiam disso. Os do Subway sofriam de ilusão de 'santo', achando que estavam se alimentado melhor do que estavam", diz pesquisador Deborah Weinberg

UOL Cursos Online

Todos os cursos