UOL Mídia GlobalUOL Mídia Global
UOL BUSCA

RECEBA O BOLETIM
UOL MÍDIA GLOBAL


11/08/2006
Tire umas férias, tente uma nova vocação

Laura Petrecca

A carreira de David Ryan foi parar no canil -tudo por causa de suas duas férias no ano passado.

Depois de 17 anos como banqueiro internacional, Ryan, 43, comprou um pacote de férias com a VocationVacations, empresa que deixa as pessoas experimentarem novos empregos. Em abril de 2005, ele trabalhou um dia em um centro de tratamento de cães em Agawam, Massachusetts. Apesar de algumas tarefas repugnantes - "varri mais fezes em um dia do que gostaria de me lembrar" - ele diz que intrigou-se o suficiente para reservar outra tentativa de três dias como treinador de cães em Portland, Oregon, no mês seguinte.

"Após 30 minutos (em Portland), pensei, 'Meu Deus, é isso'", diz Ryan. Um mês depois, ele aposentou-se do HSBC e agora é proprietário de um serviço de treinamento de cães em Rye, New Hampshire.

Ryan é um dos 500 que experimentaram empregos fantasia - como produtor de vinho, padeiro e membro de equipe de box de corrida de carro - desde a inauguração do VocationVacations em 2004. O fundador Brian Kurth diz que oferece uma possibilidade de baixo risco para as pessoas testarem opções profissionais -um pequeno passo, não um salto ou uma mudança de carreira instantânea.

Sua empresa oferece cerca de 200 "experiências" de carreira, de um a vários dias, com sessões de treinamento antes e depois. Os preços vão desde US$ 400 (em torno de R$ 880), além do transporte e estadia, até US$ 1.999 (cerca de R$ 4.400) - para passar três dias com um famoso planejador de casamentos de Los Angeles - ou US$ 1.399, (aproximadamente R$ 3.080) para ficar dois dias com o coreógrafo de vídeos de Gwen Stefani. As escolhas mais populares são em entretenimento, esportes, culinária, moda e ocupações relacionadas a animais.

Há um interesse em expansão para todos os tipos de "férias de aprendizado", ou "viagens educativas" como as do VocationVacations.

"Houve um crescimento constante no número de programas disponíveis que também ficaram mais especializados", diz Dorlene Kaplan, editora de ShawGuides.com, listagem on-line de férias de aprendizado. As mais populares são aulas de cozinha e literatura, mas "há férias para jogar bridge ou aprender a tourear", diz ela.

Entre outras opções:

-Culinary Institute of America vende cursos para "entusiastas" amadores de cozinha.

-Crow Canyon Archaelogical Center em Cortez, Colorado, oferece programas de escavação arqueológica.

-Skip Barber Racing School e Bertil Roos Racing School ensinam direção de alta velocidade. Um pacote da Jim Russell Racing School combina tratamentos de beleza com direção de velocidade.

Mais trabalho do que férias

Na VocationVacations não é assim tão tranqüilo. Seus "mentores de carreira" fazem os estagiários em hotéis acordarem cedo e os treinadores de cavalos limparem as baias.

No ano passado, Sue Burton Kirdahy, 38 de Marshfield, Massachusetts, inscreveu-se para uma experiência como produtora de televisão na Brave St.Productions, em Nova York (US$ 1.119, ou cerca de R$ 2.640). Foi um descanso de seu emprego em marketing no JPMorgan Chase. "Eu estava andando pelos corredores do JPMorgan, que parecem um mausoléu, pensando: 'O que estou fazendo aqui?'", diz ela.

Apesar de ter odiado fazer a edição de tela por tela dos vídeos -"muito, muito tedioso"- ela foi fisgada por outros aspectos, especialmente a criatividade e a variedade de colaboradores.

"A expressão 'produtor de televisão' é ampla", diz Burton Kirdahy, que é casada e tem dois filhos. "O que adorei foi que, mesmo em pouco tempo, fui exposta a uma série de aspectos da carreira." Ela também disse que, como pagou para estar lá, sentiu-se "aberta a fazer perguntas".

Ela gostou das respostas e agora é consultora free-lance de marketing e produtora de televisão comercial. Além disso, inscreveu-se para uma sessão da VocationVacations como comediante.

Tammy Leech, co-fundador da Brave St., que chama as férias de "estágio condensado", foi mentor de Burton Kirdahy e de 10 outros nos últimos meses. Tais mentores são pagos, mas Kurth não disse quanto. "Eles não vão comprar a casa de seus sonhos com as taxas cobradas", acrescenta.

A empresa procura mentores, mas também recebe ofertas não solicitadas. John Ivanko, co-proprietário do Inn Serendipidity, recentemente pediu para ser mentor. Em julho, teve seus primeiros "turistas".

Ivanko diz que a tarifa ajudará a pequena pousada que dirige com a mulher, mas também queria dar algo de volta. "As pessoas nos ajudaram no caminho.Não estaríamos aqui se não tivéssemos recebido orientação."

Kurth diz que está trabalhando para expandir sua lista de ofertas -biólogo marinho talvez entre para a lista- mas alguns campos são excluídos. Kurth diz que recusou ofertas de mais de um produtor de pornografia. "Dissemos de brincadeira: 'Vamos esperar até criarmos a VoyeurVocations'".

Como Dilbert

Kurth diz que teve a idéia do VocationVacations em 1999, quando estava preso no trânsito da via expressa Kennedy em Chicago. Ele trabalhava na empresa telefônica local, Ameritech, como diretor de produtos, e sentia-se como Dilbert, o personagem de história em quadrinho que trabalha em um cubículo.

"Eu estava acima do peso, perdendo o cabelo e sentindo-me mais velho do que deveria", diz ele. "Eu não odiava meu trabalho e meu chefe, mas estava realmente infeliz... então sonhava acordado, pensando como seria trabalhar na indústria de vinho ou ser treinador de cães."

Poucas semanas depois, ele registrou o domínio VocationVacations.com e não fez mais nada por cinco anos.

Enquanto isso, ele entrou para uma empresa de Internet, foi demitido e fez uma viagem pelo país. Terminou 2003 trabalhando em uma vinícola de Portland, Oregon.

"Passei de gerente de uma empresa da Fortune 500 para ficar transportando vinho -e adorei", diz ele.

Em seu tempo livre, criou um plano de empresa e abriu a VocationVacations em janeiro de 2004 com 10 "experiências de trabalho", em Oregon. Agora oferece os pacotes em 33 Estados, mas não revela detalhes financeiros.

Kurth agora está tentando estabelecer o VocationVacations como marca e expandir para áreas como televisão e editoração.

Ele tem um acordo com a Warner Business Books para escrever um guia de como buscar o emprego dos sonhos. Ele também trabalhou com a Brave St. para criar o programa do Travel Channel "This Job's a Trip", baseado no VocationVacations.

"Estamos construindo um modelo de empresa de estilo de vida similar ao de Martha Stewart", diz ele. "Quando Martha Stewart começou, ela tinha seu negócio central -bufê e entretenimento. Temos nosso negócio central -as experiências do VocationVacations."

Explorar o desencantamento

O fato de mais americanos sentirem as paredes dos cubículos se fechando ajuda o VocationVacations.

Apenas metade dos trabalhadores estão contentes com seus empregos, de acordo com uma pesquisa de 2005 do grupo de pesquisa do grupo The Conference Board.

"Estamos cada vez menos satisfeitos com nossos empregos", diz Lynn Franco, diretora do centro de pesquisa de consumo do conselho. "O ritmo e as demandas mudaram. Agora trabalhar é responder mensagens eletrônicas e telefone celular 24 horas por dia."

Cerca de dois terços dos clientes do VocationVacations querem uma importante mudança de carreira, diz Kurth. Os outros "tendem a vir por curiosidade. Eles querem tirar férias com experiências. Não querem ir jogar golfe ou sentar na praia."

Alguns são levados por outros: Kurth diz que vende muitos vales de presente, comprados para colegas e parentes cansados.

Ryan, o banqueiro que se tornou treinador de cães, disse que sua agenda de trabalho intensa o levou ao VocationVacations. "Eu ganhava mais dinheiro do que nunca, mas simplesmente não queria fazer aquilo."

Ryan, que é casado e tem dois filhos, diz que está mais saudável depois de deixar o mundo do colarinho branco. "Eu estava a ponto de tomar remédio para pressão alta", diz. "Agora, minha pressão é quase perfeita. Todos meus amigos dizem: 'Você está tão diferente'."

Jennifer McGilloway, gerente de uma firma farmacêutica na Pensilvânia, procurou a VocationVacations para "ver o que havia por aí". "Tenho 35 anos, não tenho filhos, não sou casada. É uma boa hora para investigar", disse.

Ela chegou a pensar em opções mais "absurdas", como fazendeira ou produtora de cerveja, mas voltou a seus desejos antigos nas férias em julho com a Brave St.

"Como muitas pessoas, segui uma carreira diferente daquela com que sonhava originalmente. Sempre quis estar na televisão ou escrever para um jornal", diz McGilloway, que começou na indústria de farmacêuticos há 12 anos, como revisora. "Você entende o que a empresa oferece e acaba se acomodando."

Algumas vezes as experiências servem de volta à realidade, diz Kurth:
"Algumas pessoas vão embora dizendo: 'No final, acho que não é o trabalho dos meus sonhos'. Dono de pousada é uma das vocações mais fantasiadas. Algumas pessoas passam a entender que envolve mais trabalho do que pensavam."

Isso é melhor do que não explorar as opções, diz Srikumar Rao, autor de "Are You Ready to Succeed?" Ele diz que muitas pessoas "cruelmente destroem" sonhos de uma nova carreira.

"Algumas pessoas dizem: 'Queria ser ator ou chefe de cozinha, mas não ia ganhar dinheiro' ou simplesmente ignoram esses desejos", diz ele. "Mas trabalhamos tantas horas que devemos ter paixão pelo que fazemos."

Ryan foi mordido pelo desejo de se tornar treinador de cães (e por um
cachorro) durante suas férias de vocação. Mas foi preciso mais do que paixão para montar seu serviço Beyond Dog Training. Para tirar o certificado teve que fazer um programa de treinamento de seis meses e manteve contato com seus mentores da VocationVacations, que lhe deram conselhos e contatos.

Sem a VocationVacations, "eu simplesmente não teria a confiança e o apoio para tomar a decisão", diz ele.

Ele admite que não sabia exatamente onde estava se metendo.

"Agora trabalho três vezes mais do que quando era banqueiro", diz ele. "Mas eu adoro."

Tradução: Deborah Weinberg

ÍNDICE DE NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA





Shopping UOL

Gravadores Externosde DVD a partir
de R$ 255,00
Câmera Sony6MP a partir
de R$ 498,00
TVs 29 polegadas:Encontre modelos
a partir de R$ 699