Ursos polares: os personagens mais legais no cinema

Anthony Breznican

Jens Buettner/AFP - 05.mar.2003

Dêem licença, pingüins: há um novo superastro gelado na cidade.

Os ursos polares estão entrando na moda tanto em documentário quanto na ficção ao mesmo tempo em que servem como novos ícones acariciáveis do movimento ambiental.

O primeiro teste deles na tela grande será o documentário "Arctic Tale", que usa a filmagem de ursos polares reais na natureza para contar a fábula sobre o filhote Nanu e sua luta para sobreviver em meio à mudança climática. O filme estreou na quarta-feira em circuito limitado.

O que há por trás do carisma do urso polar?

"As pessoas se ligam a qualquer coisa pequena e fofinha. Os filhotes de ursos têm aparência amistosa", disse Adam Ravetch, o co-diretor de "Arctic Tale". "Os ursos adultos também são poderosos predadores. As pessoas vêem o urso polar como um animal nobre - esperto, inteligente, magistral. É como o Senhor do Norte dos animais."

Os ursos polares estão provando ser os representantes populares de seu ambiente ameaçado.

O bebê urso Knut, criado em cativeiro no Zoológico de Berlim, se tornou uma sensação internacional e animal-propaganda das causas climáticas, incluindo uma foto de capa por Annie Leibovitz para a "Edição Verde" da revista "Vanity Fair", em maio. Ursos polares animados também ilustram os perigos do derretimento das camadas de gelo no sucesso "Uma Verdade Inconveniente", de Al Gore.

Sarah Robertson, a co-diretora de "Arctic Tale", disse que as criaturas afetam a forma como as pessoas vêem a poluição, porque "elas têm uma vontade incrível de sobreviver. Se um animal como o urso polar não consegue sobreviver devido ao aquecimento global, talvez nós também estejamos condenados".

Os ursos estão deixando sua marca junto ao público de ficção científica e fantasia, com aparições na série de TV "Lost" e como os temíveis animais que puxam a carruagem da feiticeira no primeiro filme das "Crônicas de Nárnia".

O Ursus maritimus também tem um papel na futura aventura mágica "A Bússola de Ouro".

Neste filme, baseado no primeiro livro da série "Fronteiras do Universo", de Philip Pullman, uma menina explora um universo paralelo no qual as almas das pessoas são representadas por animais e ursos polares falantes são guerreiros trajando armaduras ornamentadas. Apesar do urso ser um personagem secundário, ele é exibido com destaque nos cartazes e trailers do filme, que será lançado nos Estados Unidos em 7 de dezembro.

Russell Schwartz, chefe de marketing da distribuidora de "Bússola", a New Line Cinema, disse que o urso chama a atenção. "Yorek fala em língua humana e ajuda a menina em sua busca. Eu acho que o chamaria de urso samurai", disse Schwartz. "Isto mostra que o mundo no qual ela viaja é muito mais difícil".

Ursos de verdade também são difíceis, disse Robertson: "Eles vêm destas terras incrivelmente hostis nas quais nem podemos imaginar estar. De forma que projetamos nossos sentimentos nestes animais". George El Khouri Andolfato

UOL Cursos Online

Todos os cursos