Publicidade

Boletim grátis
Fique por dentro do que acontece no mundo da tecnologia
Divulgação



AVISO:
Mundo Digital agora é UOL Tecnologia; conheça o novo site

Steve Outing > Parem as máquinas

15/05/2002 16h07

Sistemas de editoração de conteúdo sufocam design de notícias

À medida que a Internet se torna tecnologicamente mais sofisticada, ela está se tornando mais insípida -especialmente os jornais online?

Minha resposta seria sim. A culpa pode ser atribuída em parte ao uso crescente de sistemas caros de editoração para Internet, complicados e ainda imaturos, que estão sendo implementados pelas grandes empresas de notícias.

O exemplo clássico: muitos dos sites de jornais da Knight Ridder, que há poucos meses assumiram um aspecto uniforme. O site do The Miami Herald não se parece mais com um site de notícias que leva a marca do Herald. Ao invés disso, os visitantes vêem a home page Miami.com com um aspecto sem graça. A ênfase do site agora é ser um guia da cidade (parte da rede Real Cities da Knight Ridder Digital em vez de um provedor de notícias. Os outros sites de jornais da Knight Ridder parecem praticamente idênticos.

Isto foi o resultado da decisão corporativa de elaborar um sistema interno de editoração para Internet (com a ajuda de consultores), projetado para tornar mais enxuta a administração de conteúdo digital em todos os sites da empresa e facilitar a venda e veiculação de publicidade em toda a rede. Apesar de a meta original ser enfatizar a Real Cities e promover um corte de custos em toda a rede -isto eqüivale à criação de uma nova rede de rádio ou televisão- o resultado até o momento tem sido irritar os gerentes de Internet de muitos dos jornais da Knight Ridder (e afiliados).

Em minhas viagens recentes, eu me encontrei com vários gerentes de operações de Internet da Knight Ridder, que expressaram em off sua insatisfação diante do que o novo sistema de editoração fez aos seus sites. Uma de suas maiores queixas é de que seus sites perderam a identidade, e, por não controlarem mais o aspecto deles, não refletem mais as comunidades locais que atendem.

Os gerentes de Internet da Knight Ridder podem não querer se manifestar abertamente, mas os afiliados da Real Cities que não são de propriedade da empresa com sede em San Jose, Califórnia, estão se manifestando. O gerente do Journal Gazette de Fort Wayne, Indiana, por exemplo, postou uma nota pública em seu site no mês passado condenando fortemente a Knight Ridder Digital. O gerente da News Technologies, Tom Pellegrene Jr., disse que a perda do controle sobre o design (por seu site fazer parte da rede Real Cities e por ser uma joint venture com um jornal de Fort Wayne de propriedade da Knight Ridder) é seu maior tormento: "É um grande negócio, assim como se (outra empresa) dissesse qual deve ser o aspecto da primeira página de nossa edição impressa".

Programadores 1, designers 0?

A decisão da Knight Ridder de implementar um design único para toda a rede, apoiado por um sistema de editoração complexo, automatizado, é uma tendência típica da editoração na Internet, que parece estar minimizando o design e aumentando o papel dos programadores. Os designs dos sites da Knight Ridder como o BayArea.com e o Charlotte.com, pelo menos para mim, parecem ter sido criados por programadores, sem a colaboração de designers profissionais.

De fato, os designers que se especializaram no setor de notícias dizem que estão recebendo muito menos serviços online do que nos últimos anos. Andrew DeVigal, diretor da DeVigal Design, que trabalha regularmente com o setor de jornais e é especializado em design de sites de notícias, disse que grande parte de seu trabalho no momento é impresso, porque as empresas de notícias não estão gastando na nova mídia. Ele culpa parcialmente a tendência corporativa de sistema de administração de conteúdo. "Até mesmo no Vale do Silício", disse ele, "a maioria dos designers de Internet estão parados no café Starbucks".

Com as empresas de notícias gastando centenas de milhares de dólares, e em alguns casos milhões, em sistemas de administração de conteúdo, parece haver menos dinheiro disponível para o pagamento de designers -e menos necessidade ou desejo de seus serviços. Parte do motivo para isto, disse DeVigal, é que o sistema típico de editoração digital exige que o modelo da página seja predeterminado -o que deixa pouco espaço para a criatividade no momento em que as páginas de Internet são produzidas. Os programadores geralmente torcem o nariz diante dos pedidos para estabelecer múltiplos modelos, e para tornar os modelos flexíveis o bastante para atender aos pedidos dos designers.

Laura Reul, diretora-executiva da Centro Estlow de Jornalismo e Nova Mídia da Universidade de Denver e coordenadora do SND.ies, um concurso mensal de design e conteúdo de jornalismo em nova mídia da Society of News Design, disse estar ouvindo muitas reclamações sobre os novos sistemas de editoração. Eles estão arruinando as chances de realização de designs inovadores, e os designers estão frustrados porque só lhes resta inserir o conteúdo no modelo.

A tendência parece estar resultando em uma fuga de talento do campo de design de notícias para Internet. Ruel escreveu recentemente um artigo para a revista Design da SND, informando a relutância dos designers de jornais impressos em aprender design de Internet. Os designers que ela entrevistou não "vêem muita coisa na Internet que os inspire" atualmente. É uma mudança e tanto em relação aos "velhos tempos", quando o conteúdo da Internet era quente e o dinheiro estava jorrando para conceber formas inovadoras para apresentar as histórias na Internet.

Don Wittekind, diretor de artes gráficas do jornal South Florida Sun-Sentinel (de Fort Lauderdale) e um especialista em interatividade na Internet e infografia em animação Flash, disse compartilhar da frustração dos designers diante do estado atual da notícia na Internet. O sistema de administração de conteúdo típico oferece "ferramentas de layout, não ferramentas de design". Ele disse que a criação de página modelo oferecida pelos sistemas de administração de conteúdo dificilmente será suficiente do ponto de vista do designer; eles não oferecem nem de perto a capacidade de design de páginas que ferramentas de softwares como o DreamWeaver (para páginas de Internet) ou Quark Xpress (para impressão) oferecem.

Equilíbrio necessário

Criar sistemas de administração de conteúdo que enxuguem a editoração de múltiplos sites e satisfaçam a necessidade de flexibilidade no design é difícil no estado atual da tecnologia. Bill Skeet, o ex-chefe de design de sites para a Knight Ridder e atualmente gerente sênior de tecnologia e interface para Internet da Juniper Networks, disse que os sistemas de hoje provavelmente precisam amadurecer -ao ponto onde exista o equilíbrio entre a eficiência da programação e a criatividade do design.

"Isto é uma tarefa complicada. As questões (para acertá-los) não são triviais", disse ele. A criatividade era muito mais fácil de executar nos dias de conteúdo html estático. De fato, editores cautelosos podem se ver tentados a se ater à páginas estáticas até que os sistemas de editoração solucionem o problema do design. Skeet disse que isto não é uma grande idéia; é melhor trabalhar no aperfeiçoamento dos sistemas de editoração e torná-los menos restritivos -perseverando até que os sistemas atendam melhor à editoração de notícias na Internet.

Mas apesar de ser fácil culpar a tecnologia -e no caso da Knight Ridder Digital é o que muitas pessoas estão culpando- às vezes é um problema de execução, dizem os especialistas em sistemas de administração de conteúdo. O que aconteceu na Knight Ridder Digital? Ela não estava pronta para a tecnologia, ou foi um caso de execução incompetente? (Quando os sites da Knight Ridder/Real Cities mudaram para o novo sistema de editoração no início deste ano, muitos links, para o conteúdo velho dos sites de jornais não funcionavam mais.)

O vice-presidente e gerente geral de operações de site da Knight Ridder Digital, Bob Ryan (cujo trabalho é lidar com todos os sites de jornais da Knight Ridder), reconhece que a transição para o novo sistema de editoração "teve seus problemas". Mas segundo ele a tecnologia empregada é segura e é capaz de fazer o que seus mestres lhe pedem. A Knight Ridder Digital estabeleceu um cronograma agressivo para a mudança: o sistema foi implementado em apenas cinco semanas, entre janeiro e fevereiro, e as operações na Internet de 28 empresas deixaram de operar de forma independente e passaram a operar dentro de um sistema único.

Ryan defende o design uniforme para os múltiplos sites, dizendo que o antigo sistema de manter sites independentes de cada jornal não era mais financeiramente viável se a empresa quiser tornar suas operações de Internet lucrativas a longo prazo. Ryan disse que a tecnologia estava longe de ser perfeita no início, e questões de performance (lentidão para baixar a página) incomodaram a princípio. Ele disse que tais questões estão sendo tratadas, e que a performance melhorou -apesar de que ainda há muito trabalho a ser feito.

Do ponto de vista corporativo, as vantagens de um sistema central de editoração superam o desejo de sites individuais de manutenção do controle individual sobre seus sites. Tais vantagens incluem o fácil compartilhamento de conteúdo pelos sites da rede e um processo com duração de apenas horas (ao invés de semanas, como era anteriormente) para inserir publicidade dirigida por toda a rede Real Cities. Ryan disse estar ciente das críticas dos gerentes de Internet, e que está trabalhando para resolver as queixas deles.

Será que o advento dos sistemas de editoração corporativos está matando o design na Internet? Ryan rejeita a noção, e disse que os designers continuam sendo uma parte importante -talvez mais importantes do que antes- do processo de desenvolvimento do site. Ele insiste que oportunidade de realizar um design local ainda existe, mas que deve ser limitada pela administração geral do negócio, com um custo benefício aceitável em nível nacional. Ele deseja igualmente manter um ambiente profissional no qual o staff de Internet tenha desafios e oportunidades criativas -mas também dentro das limitações das necessidades de eficácia e lucratividade do negócio em geral.

Ryan disse que até o momento o tráfego nos sites da Real Cities não caiu -e não viu evidência de rejeição por parte dos usuários contra o novo design uniforme empregado em toda a rede.

Outra grande rede que adotou o sistema central de editoração não enfrentou as mesmas críticas. O sistema de editoração Oxygen da The Tribune Co., em uso nos 11 sites de jornais diários da empresa e nos 25 sites de rádios, tem recebido boas críticas -porque acomodou melhor os designs individuais destes sites.

À medida que o setor migra para sistemas sofisticados de editoração online, mais atenção deve ser dada à flexibilidade do design. Tais sistemas de editoração e de maior eficiência em redes não podem ser mais importantes que os próprios sites.

Tradução: George El Khouri Andolfato






 

 28/11/2002

Convergência entre mídias diferentes é alternativa para o jornalismo

 22/11/2002

Conselhos para a salvação dos cadernos de empregos dos jornais

 01/11/2002

Os sites de notícias precisam de dieta

 01/10/2002

Google News pode mudar o setor de notícias online

 12/09/2002

Não esconda seu conteúdo multimídia

 03/09/2002

Veja as notícias do futuro no Starbucks

 15/08/2002

Examinando o futuro do conteúdo pago

 01/08/2002

Filtros de spam bloqueiam mensagens legítimas de e-mail

 18/07/2002

A Knight Ridder Digital cede parte do controle

 26/06/2002

Embarquem no vagão dos blogs antes que seja tarde

 13/06/2002

Especialistas oferecem dicas de usabilidade
Sites de notícias têm muito o que aprender


 29/05/2002

Bibliotecas ameaçam arquivos pagos de notícias online

 15/05/2002

Sistemas de editoração de conteúdo sufocam design de notícias

 29/04/2002

Você se esqueceu das mensagens instantâneas?

 12/04/2002

Sites jornalísticos repetem os erros do passado

 15/03/2002

Jornal de Washington investe em noticiário interativo

 28/01/2002

O efeito das tendências de publicidade na TV sobre a Web

 11/01/2002

Use a Web para complementar sua edição impressa

 20/12/2001

Empresas devem ajudar os sites de notícias
E fazer os consumidores pagarem por esse tipo de produto


 03/12/2001

Jornais falham em promover seus sites

 15/11/2001

Usando a "Web Invisível" para pesquisas

 02/11/2001

Sites das Ligas Esportivas competem com a mídia

 15/10/2001

Como a Web pode homenagear indivíduos, quando milhares morrem

 04/10/2001

Os sites de jornais estariam condenados?
Executivo do setor diz que eles estão sobrevivendo à crise


 25/09/2001

Sites de notícias devem tirar lições do ataque
Eles foram excelentes sob certos aspectos, mas falharam sob outros


 04/09/2001

Impedindo alterações não-autorizadas em sites
Uma avaliação do Gator e outros aplicativos


 23/08/2001

Dispositivos contra spam bloqueiam e-mails legítimos: Sua mensagem pode não estar chegando ao destinatário

 27/07/2001

Empresários da indústria online devem abrir as torneiras da criatividade

 03/07/2001

O público não está abandonando a rede

 18/06/2001

Jornais e sindicatos vão comercializar informativos eletrônicos