Publicidade

Boletim grátis
Fique por dentro do que acontece no mundo da tecnologia
Divulgação



AVISO:
Mundo Digital agora é UOL Tecnologia; conheça o novo site
 ÚLTIMAS NOTÍCIAS

11/03/2003 13h18

UOL barra 7 milhões de spams por dia

Da Redação
Em São Paulo

Desde janeiro, os assinantes do UOL vêm recebendo cada vez menos e-mails não-solicitados (spam). O maior provedor de Internet do país implantou em seus servidores de e-mail um conjunto de filtros capazes de barrar grande quantidade de spam, os e-mails de propaganda não solicitada que ocupam inutilmente espaço na caixa postal do público, tomando tempo para triagem e limpeza de mensagens.

Com a implantação do sistema, 47% dos 15 milhões de e-mails que passam diariamente pelos servidores do UOL são barrados, por serem considerados spam. "Nós temos procurado refinar cada vez mais os filtros, para aumentar a eficiência sem prejudicar aquele remetente que não é spammer", diz Luiz Claudio Villani, diretor de tecnologia do UOL. Um grande desafio é não bloquear eventuais informes publicitários ou boletins de envio automático que foram solicitados pelo assinante.

O resultado desse refinamento da busca, segundo o diretor de tecnologia do UOL, é o crescimento do número de e-mails cujas características se enquadram na categoria de spam. "Nos últimos três meses, o percentual de e-mails bloqueados saltou de 15% para 47%", diz ele. "E a tendência é aumentar mais ainda, quando fizermos mais alguns ajustes no sistema".
Para Villani, a grande vantagem dos filtros adotados pelo UOL é que em nenhum ponto do tráfego o assinante tem a privacidade invadida. Os filtros atuam procurando mecanicamente características e padrões comuns a spams, sem interferência humana.

Além disso, não há atraso na entrega das mensagens só porque elas passam pelos filtros. Nem queda no desempenho dos servidores de e-mail do UOL. "Para o assinante, tudo funciona como sempre. Ele deixa de receber lixo que cairia em sua caixa postal, economizando tempo e dinheiro".

O UOL começou a combater o spam há mais de três anos, quando o problema começou a tomar proporções maiores no Brasil. O primeiro sistema desenvolvido pelo UOL, implantado em abril do ano 2000, foi um filtro que o próprio assinante programa, informando de que remetentes não quer mais receber mensagens.

Acionado, o mecanismo descarta automaticamente todos os e-mails recebidos daqueles remetentes sem que o assinante tenha de fazê-lo pessoalmente. A qualquer momento, o assinante pode voltar a autorizar o recebimento de e-mails de um remetente ou incluir outros e-mails na lista dos indesejados.

Em 2002, o UOL reestruturou todos os seus sistemas e servidores de e-mail. Entre outros benefícios, isto permitiu promover um combate mais ativo ao spam.

A empresa pretende prosseguir o desenvolvimento de novos sistemas para combater as mensagens não desejadas. O spam é considerado um dos maiores problemas da Internet na atualidade, pois toma tempo do público, congestiona a rede e consome recursos sem significar benefício para o público. Para o spammer (aquele que envia o spam), é a forma de comunicação ideal, pois todos os custos de transmissão ficam nas costas dos provedores e do público, que paga pela conexão para receber aquilo que não solicitou.





 

 13/05/2005

15h35 - George Bush virtual canta rap sobre luta contra terrorismo

13h17 - Microsoft inicia testes em ferramenta de segurança

12h36 - Gamers podem construir império virtual com academia de ginástica

12h03 - Firefox aposta em vídeos na web para atrair internautas

11h12 - Tempo de navegação no último ano aumentou para 60% dos internautas

10h20 - Xbox 360 é arma da Microsoft para a guerra dos consoles

 12/05/2005

19h59 - Preços dos computadores devem cair 9,25% com isenção de PIS e Cofins

16h46 - Nova versão do Firefox corrige falhas de segurança

16h07 - Homens conversam mais no celular do que mulheres, diz estudo

14h30 - Volume de transações virtuais cresce 31% no primeiro trimestre