UOL Notícias Ooops!
 

16/03/2009 - 16h38

Exclusivo: Globo procura sucessor para Galvão Bueno

Ricardo Feltrin
Colunista do UOL
Em sigilo, a Globo passou os últimos meses procurando um locutor esportivo de primeira linha, que se transforme um dia numa espécie de "sucessor" de Galvão Bueno. Segundo Ooops! apurou, a Globo não quer alguém conhecido, nem mesmo alguém do rádio. O ideal, sonha a Globo Esportes, seria construir um novo nome a partir do zero, alguém de talento oculto e latente.



Na verdade, essa "caça" não significa que Galvão, 59 anos, vá se aposentar tão já. Ele só deve desligar as cordas vocais após a Copa do Mundo no Brasil, em 2014. Aí, sim, faria uma "primeira" despedida. Afinal, ainda terá 64 anos. Mas o ponto é que a Globo pensa tudo de forma tão estratégica e antecipada, que já procura o "novo Galvão".

Quem teria tanto carisma com a base da pirâmide de telespectadores? Quem pode substituir Galvão em empatia com as telespectadoras que nada entendem de futebol? Ninguém sabe.

No ano passado, a Globo emissora chegou a fazer uma oficina de locutores esportivos. Vários nomes foram chamados, fizeram exercícios e testes, mas ninguém foi aprovado. A preocupação então cresceu.

Hoje, na "hierarquia" de locutores, a Globo tem Cléber Machado e Luiz Roberto. Cléber também acaba de renovar contrato, após sofrer assédio pesado da Record. Ainda assim é muito pouco para a emissora, que ainda detém o monopólio das transmissões da maioria dos esportes nacionais.

Muita gente não gosta de Galvão, e pode até não acreditar, mas vai ser muito, muito difícil para a Globo substituí-lo.

Dê sua opinião

Dê sua opinião no programa Ooops! na TV UOL: quem é o melhor locutor esportivo do Brasil, seja da TV aberta ou TV paga? Vote já.

Quem é Legal

Cássio Scapin

"Bela Noite para Voar", filme de Zelito Viana é um filme simpático, doce, daqueles até meio bobinhos. Obviamente vai passar na Globo daqui a alguns meses. Ainda assim vale vê-lo no cinema. Não só porque é uma obra ínfima (87min), porque José Abreu e Mariana Ximenes caem bem como mocinhos ou porque qualquer fotografia de Zelito sempre valha, por si, parte do custo do ingresso. Mas o filme vale mesmo a pena mesmo é pela incrível presença de Cássio Scapin.

Como Jânio Quadros, do momento em que surge na tela ao último take, Scapin é devastadoramente engraçado. Depois de assistir você poderá pensar: ué, mas com tal assombrosa atuação, por que o ator não está sendo citado nem no material de divulgação do filme e muito menos no trailer? Ora, porque Scapin tem contrato com a Record, e o filme tem apoio da Globofilmes.

Todos comigo - "Aaaaahnn"...

Quem é Legal também

A coluna sugere hoje o filme francês "Entre os Muros da Escola", de Laurent Cantet. Qualquer aluno, qualquer professor que já tenha dado aula (especialmente em escola pública) certamente vai se comover, identificar, rir, chorar e rir de novo...

Convidado dos patos:

Esta semana os patos não só convidaram, mas também vão conceder --pela terceira vez na história-- a cobiçada comenda Grande Ordem do Pato do Bico Amarelo.

O motivo é que o empresário e chef Alex Atala declarou publicamente que não usará mais foie gras (patê de fígado de ganso e pato) em seus restaurantes. Este colunista ainda alertou que o próprio homenageado declarou que sua decisão nada tem a ver com piedade ou amor por essas aves. Certamente os motivos são econômicos, eu disse, mas mesmo assim os ingênuos patos decidiram homenageá-lo. Tsk, tsk...



Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,37
    4,194
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h57

    1,91
    116.663,76
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host