UOL Notícias Ooops!
 

15/06/2009 - 14h03

Record tentou tirar Faustão e Huck da Globo

Ricardo Feltrin
Colunista do UOL
Ao mesmo tempo em que assediou o apresentador Gugu Liberato, que pode deixar o SBT a partir de abril de 2010, a Record também tentou tirar duas das maiores estrelas da Globo: Fausto Silva e Luciano Huck. Foram duas propostas milionárias feitas nos últimos seis meses, mas a notícia só vazou agora, com exclusividade, em Ooops!



Foi em parte devido a esse assédio dos bispos que a renovação de Faustão com a Globo foi antecipada, até 2017. Foi também por causa desse olhão gordo que, em sigilo, Luciano Huck renovou seu contrato com a Globo até o ano de 2019 --transformando-se, assim, em um dos artistas de contrato mais longevo (e generoso) do país.

Especula-se que o salário de Faustão hoje seja em torno de R$ 5,2 milhões. Huck ganharia algo entre R$ 650 mil e R$ 1 milhão (nos próximos anos), só que, na Globo, Huck é visto como um sucessor natural do próprio Faustão.

Acha que Huck pode substituir Faustão um dia? Dê sua opinião no sistema de comentários do programa Ooops! na TV UOL.

Gugu na Record

Silvio Santos parece estar se acostumando à ideia de que deverá perder Gugu Liberato no ano que vem, para a Record, conforme antecipou a coluna de Flávio Ricco no UOL, na semana passada.

Segundo a coluna, a Record ofereceu R$ 3 milhões mensais a Gugu. Sobre o valor, a pessoas próximas, Silvio Santos pronunciou, mordaz, a seguinte frase na última quinta-feira:

"Se for esse valor mesmo, até eu vou trabalhar com os bispos."

O histórico da relação Gugu-SBT também aponta que pode mesmo ter chegado a hora dele sair de sua TV natal. Na última renovação de contrato no SBT, Gugu foi muito atingido (no bolso) com esse sistema de "parceria" de custos, criado por Silvio Santos. Em resumo: Gugu só recebe porcentagem do que seu programa consegue atrair de patrocínio e, ainda assim, tem que rachar as despesas da produção: do uso do estúdio ao lanchinho da plateia.

O que a Record lhe oferece é, de certa forma --e sem trocadilho--, um retorno ao Paraíso.


EXCLUSIVO: Bispo que chutou Santa volta à Universal como obreiro

Nos últimos 15 anos surgiu todo o tipo de lenda e fantasia a respeito do destino do bispo Sergio von Helde, que ficou conhecido por chutar uma imagem em madeira de Nossa Senhora ao vivo, na TV, no dia 12 de outubro de 1995.

Seu paradeiro sempre foi um mistério, desde que foi condenado a dois anos e meio de prisão pelo juiz Ruy Alberto Leme Cavalheiro em 1997. A pena acabou reduzida. Um dos crimes imputados a von Helde, o vilipêndio, prescreveu. "A punição foi convertida em uma multa que hoje seria de uns R$ 2.000", calcula, em entrevista a Ooops!, o juiz Cavalheiro, 58, hoje virtual desembargador no TJ-SP.

Há mais de dez anos circulam várias lendas a respeito do destino de von Helde. Entre outras, a história de que a perna que chutou a imagem gangrenou; que ele ficou à beira da morte e que foi atendido por uma enfermeira negra (a imagem, a imagem...); que se converteu ao catolicismo após receber a visita da própria Santa na hora de esticar o cambito.

Parte dessas histórias não ficou no âmbito dos hoax de internet. Foi veiculada como "possível" em programas popularescos no SBT, e em dezenas de programas de rádio de cunho religioso.

Hoje Ooops! encerra tal ciclo de boatos e rumores, pois localizou o bispo Sergio von Helde.

Desde o final do caso judicial (97), von Helde sempre foi amparado por Edir Macedo, e recebeu salário e direitos equivalentes aos de um bispo da Universal. Nos anos seguintes ao caso ele morou em países da América do Sul, chegou a ir para a África, mas acabou mudando para os EUA.

Em 2005, desgostoso com os rumos que a igreja dava em solo norte-americano, ele chegou a romper "oficialmente" com a Universal. Entre colegas pastores, Von Helde tem fama de ser um pouco "agressivo demais" como pregador. Por isso foi destacado para outras funções dentro da hierarquia da igreja. O fato é que ele está com Edir Macedo desde os primeiros passos da igreja, e continua a trilha-los.

Mesmo rompendo, continuou recebendo soldo. No ano passado, voltou ao seio da igreja, mas sem nenhum cargo, e voltou a atuar na obra de Macedo.

Hoje, 2009, Sergio von Helde e sua família moram nos Estados Unidos, e ele trabalha no mais modesto dos cargos dentro da igreja, o de obreiro. Von Helde está naquele país de forma absolutamente legal, com visto de missionário religioso, e atua especialmente na região da Califórnia, junto a imigrantes espanhóis.

Procurada, a Igreja Universal disse que não se manifestaria sobre esta notícia. A coluna também localizou um auxiliar do bispo nos EUA, mas ele se recusou a levar um pedido de entrevista ao ex-bispo.

Em tempo: desde 1995 Sergio von Helde jamais teve gangrena, jamais adoeceu gravemente, nunca pensou em se converter ao catolicismo e, segundo Ooops! apurou, jamais se arrependeu do chute na imagem.



Quem é Legal


Ninguém é legal hoje.



Quem Irrita


Boninho

Depois de criticar a concorrente Record, descer a lenha em "A Fazenda", trocar indelicadezas com Britto Jr. e escrever a infeliz frase: "Não preciso ter ética, não sou jornalista", Boninho abandonou o twitter. E abandonou no mesmo dia em que uma das atrações de seu núcleo, "Jogo Duro", apanhou dos "fazendeiros" no ibope: por 22 a 14 (no confronto direto, por 17 minutos).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h19

    -0,50
    3,899
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h27

    1,26
    86.997,88
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host