UOL Notícias Ooops!
 

19/08/2009 - 12h00

"Vender horário na TV é ilegal", diz diretor do SBT

Ricardo Feltrin
Colunista do UOL
Atualizado às 19h30

O diretor de rede do SBT, Guilherme Stoliar, disse ontem em evento com jornalistas, que "vender horário na TV para terceiros é ilegal". Para o executivo, todas as TVs que fazem isso hoje "ferem lei do Ministério das Comunicações", sem citar artigo referente. Presente também ao almoço estava a filha de Silvio Santos e presidente do SBT, Daniela Beyruti. O almoço ocorreu em festejo aos 28 anos da emissora.

"Vender horário seja para igreja, seja para programa de vendas, é contra a lei. Pergunte ao ministério (das Comunicações). Todas as TVs que fazem isso estão ferindo a lei", declarou.

O SBT e a Globo, segundo Stoliar, seriam as únicas emissoras que não vendem horário para produtoras independentes. No caso da Globo, no entanto, há um produto, digamos, com trocadilho, "flex". Ele não pertence nem à Globo Produção, nem à de Jornalismo e tampouco à de Esportes: o dominical "Auto Esporte", que aparenta ter matérias pagas. O SBT por sua vez tem o "Pesca Alternativa", mas a emissora diz que o horário "é cedido gentilmente".

"Sabe aqueles avisos antes do programa que dizem: 'Esta é uma produção independente, a emissora não se responsabiliza etc etc? Não serve para nada esse aviso. Se a produtora cometer crime, a emissora paga também", declarou Stoliar, 53 anos.

Ele disse acreditar que a guerra deflagrada entre Record e Globo não afeta ao SBT, mas que a fome da Record por profissionais causa prejuízo, pois "é difícil competir com uma TV que tem fonte tão generosa de receita" (Universal).

Stoliar confirmou ter recebido proposta para vender horário do SBT à igreja Universal, conforme a Record informou na segunda-feira, e que de fato não respondeu. "Mas se eles nos oferecerem o que dizem ter oferecido à Globo (R$ 543 milhões) a gente conversa", disse jocoso. "Faço até um desconto de 20% nisso", ironizou, ao lado de Daniela.

Outro lado
A Record divulgou hoje nota oficial sobre suas relações comerciais com a Igreja Universal do Reino de Deus. A Band informou que enviará sua posição, que será incluída neste texto assim que chegar.

A coluna Ooops! também procurou o Ministério das Comunicações, que também pediu tempo para se manifestar.

Assista a mais notícias exclusivas sobre TV, música e patos no Ooops!, na TV UOL.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,38
    3,156
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    0,41
    65.277,38
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host