Quarta - 01/11

Brasileiro

21h45 - Fortaleza x Corinthians


Divulgação
Maldonado: bola parada
18h35 06/08/2005

Atletas da Raposa admitem erros

Jogadores do Cruzeiro consideram que excesso de ímpeto na busca da vitória ajuda a explicar a derrota.

Do Pelé.Net

BELO HORIZONTE - Os jogadores do Cruzeiro deixaram o campo da Arena da Baixada, neste sábado, chateados com a derrota de 5 x 4 para o Atlético-PR, mas conscientes de que fizeram uma grande partida. Os cruzeirenses acreditam que o ímpeto de buscar a vitória acabou tendo efeito contrário, originando o gol da vitória adversária nos últimos minutos.

O volante Fábio Santos disse que faltou ao grupo a tranqüilidade e a humildade para reconhecer que o empate em 4 x 4 estava de bom tamanho, já que o Cruzeiro perdia por 4 x 2 até meados no segundo tempo e conseguiu o empate. O volante acredita que os cruzeirenses tinham que ter jogado com mais tranqüilidade depois do empate.

"Mostramos de novo que temos capacidade, mas infelizmente pecamos. O jogo estava em 4 x 4, que era quase uma vitória para nós, que buscamos o resultado, mas infelizmente quisemos mais e perdemos. Foi um erro meu e do grupo todo. Nós colocamos muito pressa no jogo", comentou Fábio Santos.

O zagueiro Marcelo Batatais, que deixou o campo no segundo tempo com dores na coxa direita, também criticou a pressa dos cruzeirenses. Ele acredita que os seus companheiros tinham que ter jogado o final do segundo tempo sabendo que o resultado já era favorável.

"Pelo que foi o jogo, o empate seria importante. Depois, tivemos um pouco de pressa para virar o jogo, mas acabamos sofrendo o gol do Atlético. Foi ruim pela forma que foi. A gente não merecia ter perdido", ressaltou o zagueiro.

Já o meia-atacante Kelly explicou que este ímpeto do time celeste existiu durante o jogo por causa do planejamento do técnico PC Gusmão, que queria voltar a Belo Horizonte com seis pontos para buscar a liderança nos dois próximos jogos, que serão disputados no Mineirão.

"A vitória está dentro do nosso plano, mas desde que a gente empatou o jogo, acho que faltou um pouquinho de tranqüilidade. Mas o gol não surgiu disso. O gol surgiu de um bate e rebate, uma pressão normal de quando se joga na Arena. Na infelicidade, a bola sobrou para o atacante", ponderou o jogador.

O volante Maldonado lamentou os gols de bola parada, mas gostou da forma como o Cruzeiro jogou. "Tomamos dois gols em jogadas de bola parada, acho que a gente tem que melhorar. Mas acho que nosso time jogou bem. Lutou até o final. Depois de estar 4 x 2 no marcador, empatamos, o que prova que o time está melhorando a cada dia", comentou o chileno.


Veja também

  Leia o que já foi publicado sobre o Cruzeiro



Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos:
© Copyright Zipsports Ltda. Todos os direitos reservados

Shopping UOL