Publicidade


Especiais

Matérias sobre a sua equipe; leia








Quarta - 01/11

Brasileiro

21h45 - Fortaleza x Corinthians



18h19 25/07/2004

Flu vive dia de festa e nostalgia

Estádio das Laranjeiras recebe nome do ex-presidente Manoel Schwartz na comemoração dos 102 anos de existência do clube.

Daniel Villaça, do Pelé.Net

RIO DE JANEIRO - A vitória sobre o Corinthians, no último sábado, motivou a torcida tricolor que compareceu em bom número na manhã deste domingo, às Laranjeiras. No encerramento das comemorações pelos 102 anos do clube (completados na última quarta-feira), a homenagem foi para os campeões brasileiros de 1984. A conqusita deste título completou 20 no último dia 27 de maio.

O momento de maior emoção, no entanto, foi na primeira homenagem do dia, prestada ao ex-presidente do clube, Manoel Scwhartz, dono do mandato mais vitorioso da história do clube, com dois títulos estaduais (84 e 85) e um brasileiro (84). O estádio das Laranjeiras, agora, se chama Estádio Presidente Manoel Schwartz.

"É uma homenagem que não se restringe só a ele, como também a todos que participaram daquela gestão vitoriosa", disse o atual presidente David Fischel, ao descerrar a placa em homenagem a Schwartz, falecida no dia 23 de dezembro de 2003.

Em seguida, o capitão do time campeão brasileiro, Duílio, também fez questão de lembrar o saudoso presidente. "Mais que um dirigente, ele era um amigo", afirmou o ex-zagueiro tricolor.

Clássico
E o primeiro jogo do novo Estádio Manoel Schwartz foi uma partida entre um time formado por jornalistas contra um misto de artistas tricolores e os campeões de 84, que contaram com a presença de Paulo Victor, Duílio, o atual treinador do Flu, Ricardo Gomes, Romerito, Assis e Washington, além de outros ex-jogadores como Ricardo Cruz, Marcão e Gama.

O time dos ex-jogadores venceram por 3 x 1 e momento de maior vibração foi quando Assis marcou um gol. A torcida presente, sem hesitar, gritava: "Recordar, é viver, o Assis acabou com vocês", relembrando os tempos do carrasco rubro-negro.

"É muito emocionante voltar aqui e rever amigos com as quais vivemos dias inesquecíveis, e sentir esse calor dessa torcida maravilhosa, que não esquece jamais da gente", disse Assis.

Já o técnico Ricardo Gomes lembrou de um fator preponderante na equipe campeã brasileira de 84. "Éramos um família. A gente se entendia não só dentro de campo, mas também fora dele", disse Ricardo, que como treinador do time atual tem lidado com situações que pouco se assemelham com o clima de 84.




Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos:
© Copyright Zipsports Ltda. Todos os direitos reservados