09h48 03/10/2007

Aspirante a craque, Sérgio Mota adota cautela contra euforia

Meia revelado pelo São Paulo não teve a mesma sorte de Breno em despontar rápido, mas se vê no caminho certo.

Alexandre Sinato e Leandro Canônico, especial para o Pelé.Net

SÃO PAULO - A timidez é tanta que se torna até arredia. Mas atrás disso tudo existe a consciência de que é preciso ter calma e o medo de entrar para a lista de eternas promessas. Com apenas 17 anos, o meia Sérgio Mota é preparado para ser um craque no São Paulo. Potencial ele sabe que tem, mas está bem orientado.

Reprodução

Nome: Sérgio Mota Mello
Posição: Meia-esquerda
Altura: 1,75m
Peso: 70kg
Data de nascimento:16/11/1989
Local:São José dos Campos-SP
Contrato: até 2012
LEIA MAIS NOTÍCIAS DO SÃO PAULO
"Vejo isso [de ser preservado] bem, porque não pode colocar o jogador já direto, pode acabar queimando o garoto. Muitos torcedores pensam que é fácil jogar em um Morumbi lotado e que a estréia vai ser boa, mas não, é preciso ir aos poucos e ter calma porque tudo vai dar certo", declarou Mota.

Principal destaque no vice-campeonato tricolor na Copa São Paulo de juniores deste ano (ficou ausente apenas da final com o campeão Cruzeiro), Sérgio Mota foi promovido aos profissionais em junho deste ano. Mas começou a ser relacionado para os jogos apenas no clássico contra o Santos, no dia 15 de setembro.

"Eu vejo esse momento que estou vivendo como uma coisa muito boa na minha carreira. Eu posso ficar no banco e olhar como os jogadores fazem para quando eu for chamado estar atento. Mas não penso muito em entrar, porque senão vou me empolgar demais e isso é ruim", acrescentou o jovem meio-campista.

A calma de Sérgio Mota em relação ao seu futuro no São Paulo não estacionou no zagueiro Breno. Companheiro do meia nas categorias de base, ele foi rapidamente alçado para os profissionais, mostrou personalidade e ganhou a vaga de titular - muito provavelmente será eleito a revelação do Campeonato Brasileiro.

"O Breno a gente vinha olhando havia bastante tempo. Sempre o trouxemos para treinar com os profissionais. O Sérgio Mota ainda temos de ter calma com ele, porque é um meia, precisa de mais cuidados", costuma declarar Muricy Ramalho.

Folha
Breno foi vice-campeão da Copinha
VEJA O PERFIL DE BRENO
Segundo Sérgio Mota, o técnico do São Paulo ainda não conversou com ele sobre sua situação no clube e as expectativas para a próxima temporada. "Pra falar a verdade, o Muricy nunca conversou comigo. Eu fico sabendo que vou para o banco no dia do jogo. Quem fala mais é o Milton Cruz [auxiliar-técnico]", disse Mota.

Fá de Ronaldinho e Messi, Sérgio Mota é considerado um "camisa 10". Habilidoso e de bom toque de bola, o jovem jogador não vê concorrência no São Paulo no dia em que conseguir ser titular.

"No São Paulo de hoje não tem ninguém com as minhas características, mas o time é muito competitivo e ainda é cedo para dizer se no ano que vem eu posso ser titular ou não", ponderou o dono da camisa 29 do São Paulo.

O contrato de Sérgio Mota com o clube do Morumbi vai até 2012. Fato que aumenta a calma da comissão técnica em relação ao jogador, que já comemora a chance de participar de um elenco que está perto do título do Campeonato Brasileiro.

"É uma felicidade enorme, nunca pensei que com 17 anos já estaria em um elenco que vai ser campeão brasileiro, estou muito feliz", finalizou o jovem meia.




© Copyright Zipsports Ltda. Todos os direitos reservados

Shopping UOL