13h20 26/11/2007

Candidato à reeleição, Horcades quer crescimento estrutural

Atual presidente volta a apostar na parceria com a empresa Unimed

Edu Santos, do Pelé.Net

RIO DE JANEIRO - Candidato à reeleição para o triênio (2008/09/10), o médico cardiologista Roberto Horcades Figueira, de 60 anos (19/04/1947), busca seu segundo mandato na presidência do Fluminense. Há três anos comandando o tradicional clube da Zona Sul carioca, o dirigente tem como base de sua campanha o crescimento estrutural em todas as áreas do Tricolor.

Associado desde 1955, o carioca Horcades integrou a diretoria do Flu nas duas gestões de David Fischel (seu antecessor), sendo responsável, durante seis anos (1999 a 2004), pela vice-presidência médica. O atual dirigente-mor volta a apostar na parceria com a empresa Unimed, vislumbrando um futuro de sucesso para o centenário "grêmio das três cores".

Libertadores
Dando seqüência ao que foi feito, e culminou com a nossa vitória na Copa do Brasil, vamos agora, tendo em vista que teremos três campeonatos fortes, como o Estadual, o Brasileiro e principalmente a Libertadores, fazer um reforço nesse time, com cerca de cinco atletas para serem contratados e darem vazão a essa demanda dessas três competições.

Já estamos nos reunindo há algum tempo sobre o assunto, mas, por uma questão de ética, só divulgaremos após a eleição. Prefiro esperar para revelar, pois se existe uma coisa que eu prezo, ao contrário de alguns, é a ética. Posso afirmar que o planejamento anterior está sendo mantido. Temos uma equipe permanente, com fisiologistas, cardiologistas, preparadores físicos. Pessoas do nível do Fábio Mahseredjian (preparador físico). Está tudo dentro de um planejamento estratégico e progressivo.

Estádio
Ao longo desses três anos, fizemos algumas tentativas em relação a estádio. Algumas estão prontas, no papel, mas só poderemos decidir quando tivermos as opções consideradas como melhores. Não fomos em frente no projeto do Engenhão. No momento, estamos aguardando, juntamente com o Flamengo, e me parece a CBF, o edital para arrendamento do Maracanã.

Esportes Olímpicos
Nós sempre ouvimos falar que os esportes olímpicos eram deficitários, estavam acabados. Independentemente de ser um clube de tradição olímpica, com vários atletas campeões, como a Juliana (Veloso, saltos ornamentais) e outros, a gente nunca descuidou desse setor. É claro que da forma como estava sendo conduzido há três anos era extremamente deficitário. Através da descentralização administrativa, procuramos uma forma de patrocínios para as modalidades que considerávamos estrategicamente interessantes. E hoje podemos dizer, como visto na demonstração feita na campanha pelo doutor Ricardo Martins (vice-presidente de esportes olímpicos), um ícone no assunto, que estamos auto-suficientes no Fluminense.

Xerém
Houve uma reformulação total. Trouxemos o Branco para ser o coordenador geral de futebol e ele trouxe o Bruno (Costa, coordenador das divisões de base). Da CBF trouxemos de volta o Edgar (Pereira, ex-treinador da Seleção Brasileira sub-15), e os resultados estão aí. Nesta semana, disputaremos a final do Torneio Otávio Pinto Guimarães com o Flamengo, e ganhamos todos esses torneios que falei. A divisão de base sempre foi um xodó, e investimos pesado em Xerém. Hoje, por uma decisão política, todo o futebol profissional deverá ir para lá a partir de janeiro. Temos, inclusive, o hotel concentração Telê Santana, maravilhoso, com todos os recursos e conforto para os jogadores.

Sou até meio suspeito para falar sobre isso. Talvez jamais tenha havido tanto investimento nas divisões de base do Fluminense do que nesses últimos três anos. Como resultado, tivemos três campeonatos mundiais, sub-15, sub-17 e sub-20, disputando partidas com o Manchester United-ING, Barcelona-ESP, e isso prova que o investimento está certo.

Marketing
Outro aspecto em que o Fluminense deu um pulo muito grande nesses três anos é a área de marketing. Havia um trabalho ortodoxo, extremamente convencional, conservador. Hoje ninguém pode questionar a Unimed como um departamento de marketing forte. Fizemos uma parceria com ela, e tanto no marketing como em outras coisas caminhamos juntos.

Reformamos o contrato com a Adidas, que terminou nesse fim de ano. Simplesmente, em termos financeiros reais, tivemos um aumento efetivo de 60% no contrato. Em termos de material esportivo, antes era basicamente para o futebol, mas hoje é para o futebol e esportes olímpicos. Ou seja, o clube inteiro está "vestido". Inclusive, já recebemos todo o material do futebol para o ano que vem. A meu ver, em termos matemáticos leva essa renovação para um lucro real de 80%. Foi um dos pontos em que mexemos bastante, gerando críticas vindas de pessoas que saíram do meu marketing e hoje estão na oposição. Ou seja, eles reclamam do próprio erro. Isso é extremamente paradoxal, pois criticam a eles mesmos. Depois que saíram, a gente refez tudo isso.

Sócios
Conclamo que circulem pelo clube e vejam a parte social, a sinalização, a amostragem permanente das atividades. Resolvemos aspectos simples, que os associados mais se queixavam, como roubo de bicicletas e carros arranhados, dois problemas resolvidos. Reformamos a parte da piscina, construindo banheiros no local. Além disso, reeditamos as sessões dançantes dos domingos à noite para o pessoal da "melhor idade", como chamamos. Todos os sábados, no bar do tênis, temos os chorinhos. Sem contar as festas tradicionais, como Baile do Fluminense e o Reveillon.
No ano passado, fizemos algo inédito, como a queima de fogos virtual. Uma inovação do clube. Isso tudo é para quem está no clube desde 1955 como eu, que fui nadador, joguei tênis e pratiquei outros esportes. Quem vem de fora não consegue perceber as coisas aqui dentro. Só falam de futebol, e eu, quando assumi, em nenhum momento disse que seria o presidente do futebol, e sim do Fluminense Football Club. O sócio, que não é bobo, vai votar em quem fez algo por sua parte social.

Diferencial em relação aos demais candidatos
O que foi feito, principalmente por um candidato, foi me atacar durante 24 horas ao longo de vários meses, e eu não tenho essa prática. Não vou me igualar a esse tipo de colocação política. Política se faz com realizações E contra realizações não existem argumentos. Eu, inclusive, desconheço o projeto dele, nem estou preocupado, pois sei que não existe. Trata-se de um remendo de coisas que ele coloca. Ele ainda não realizou nada, mas, como é muito jovem, espero que venha apresentar algum dia, e eu estarei ali batendo palmas, caso ele faça de uma forma ética, correta e fidalga como devem ser as coisas no Fluminense. O outro (candidato) é uma pessoa que tem algumas coisas que podem ser e serão aproveitadas com essa união dos tricolores, que tenho certeza acontecerá a partir do dia 27.

Por que deve ser eleito o presidente para o triênio 08/09/10?
Tenho uma história no Fluminense que não começou ontem, e sim em 1955. Também tenho uma história pública e privada de realizações nas áreas médica e política, agora entrando na Fifa, como representante da América Latina no Comitê Executivo das Copas de 2010 e 2014. Eu me preparei para ser presidente do Fluminense há três anos.

Independentemente de ser tricolor roxo, tenho a vontade de continuar mais três anos por causa das realizações que fizemos. Até porque as condições que tive anteriormente eram completamente adversas. Pegamos o clube quebrado, com todas as receitas comprometidas. E hoje a gente deixa o Fluminense saneado, com salários que se atrasaram duas, três vezes, foi muito. Os funcionários estão satisfeitos. Agora, com a Timemania, que foi o grande carro-chefe da minha pessoa. Durante três anos me vi envolvido nisso, o que é lembrado pelo ministro dos Esportes (Orlando Silva de Jesus Júnior) e pelo próprio presidente da República, que me cita nominalmente como um dos que mais se dedicaram. Como conseqüência, culmina com nossa alforria financeira, e daremos um salto de qualidade nos próximos três anos. Recuperamos nosso crédito bancário, as dívidas fiscais a serem pagas em 240 meses. Foi uma luta muito grande, e estou gratificado por ser tricolor, por ter podido colaborar. E agora, posso fazer muito mais.




© Copyright Zipsports Ltda. Todos os direitos reservados

Shopping UOL