UOL Notícias Política
 

12/01/2010 - 18h08

Aécio diz que ajudará presidenciável tucano, mas com "olhos, energia e coração" voltados para Minas

Rayder Bragon
Especial para UOL Notícias
Em Belo Horizonte
O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), usou como pano de fundo a inauguração nesta terça-feira (12) em Belo Horizonte de um posto de serviços públicos voltados à população para, de forma incisiva, anunciar como prioridade absoluta em 2010 eleger como sucessor o seu vice, Antônio Anastasia.

Cúpula tucana volta a se reunir com Aécio Neves

A cúpula tucana, incluindo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, voltou a se reunir com o governador de Minas, Aécio Neves, ontem em São Paulo. Antes que a palavra "chapa pura" fosse pronunciada, o mineiro repetiu que sua prioridade, por enquanto, é cuidar da eleição do vice, Antonio Anastasia, ao governo de Minas


Anastasia assume o governo estadual em abril, quando Aécio Neves se desincompatibiliza do cargo para tentar outro cargo, possivelmente o Senado.

Questionado se teria sido pressionado durante almoço ontem em São Paulo por caciques do PSDB a ser vice em chapa encabeçada pelo colega de partido e governador de São Paulo, José Serra, para disputar a sucessão presidencial, Aécio voltou a descartar essa possibilidade. O mineiro reforçou a intenção de eleger seu sucessor no Estado. Em seguida, disse que está à disposição do partido para assuntos nacionais, "mas com os olhos, a energia e o coração" voltados para Minas Gerais.

Participaram do encontro em São Paulo o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE) e o senador Tasso Jeressaiti (CE). O mineiro avisou hoje em Belo Horizonte que vai colocar o pé na estrada.

"A minha prioridade absoluta é mergulhar nas questões de Minas. Nós temos um sem-número [de obras] para vistoriar e um outro sem-número de obras para inaugurar. E eu pretendo fazer isso já na próxima semana ao lado do vice-governador Anastasia", disse Aécio, que, em dezembro último, havia anunciado sua desistência da pré-candidatura pelo PSDB à sucessão de Lula, indicação que era disputada com Serra.

Caso Anastasia relembra Marcio Lacerda
Durante discurso, o governador fez questão de elogiar o vice diante de uma platéia formada por políticos e populares.

"Terei uma tranquilidade que talvez poucos governantes tiveram ou terão ainda no futuro, de deixar no final de março o governo de Minas Gerais nas mãos honradas, limpas e competentes do vice-governador, o professor Antônio Anastasia. (...) Nós continuaremos a ter avanços em Minas Gerais, no que depender de mim, não apenas até o final de 2010, mas pelos próximos anos", disse ao lado de Anastasia.

A tentativa de emplacar Anastasia lembra o empenho de Aécio ao atual prefeito da capital. Em 2008, Aécio e o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) costuraram uma aliança que culminou na eleição de Marcio Lacerda (PSB) para comandar a prefeitura. Após alguns percalços, o governador saiu vitorioso e insuflou parte do PT, contrário à união entre Aécio e Pimentel.

Itamar vice
Sobre a possibilidade de o ex-presidente da República Itamar Franco ser cogitado para vice de Serra, Aécio Neves disse que não depende dele essa questão.

"O presidente Itamar Franco é um nome qualificado para postular qualquer posto no Brasil. (...) Mas não cabe a mim, no momento em que eu abdico da disputa, fazer qualquer indicação que possa colidir com o sentimento do partido. Caberá ao presidente do partido e ao candidato, no momento em que se afirmar como candidato do partido, conduzir todas as negociações. (...) E, em especial, aquela que levará à composição da chapa com a indicaçação do vice", disse o governador mineiro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,63
    3,905
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    -0,44
    87.449,50
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host