Preterido por Bolsonaro, Patriota lança bombeiro evangélico à Presidência

Gustavo Maia

Do UOL, em Brasília

  • Daniel Marenco/Folhapress

    Cabo Daciolo liderou a greve do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro em 2011

    Cabo Daciolo liderou a greve do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro em 2011

O Patriota, nome adotado pelo PEN (Partido Ecológico Nacional), lançou nesta quarta-feira (28) o deputado federal Cabo Daciolo (RJ) como pré-candidato à Presidência da República.

No ano passado, o deputado Jair Bolsonaro (RJ) chegou a anunciar que concorreria ao Palácio do Planalto pela sigla, mas desistiu e optou por se filiar ao PSL. Além dos dois, pelo menos outros 15 partidos já têm pré-candidatos.

Evangélico e bombeiro militar, Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, 41, se filiou ao partido em evento realizado na Câmara dos Deputados, em Brasília, onde disse que o caminho da vitória da nação é "quando o povo clama o Senhor". "Sem Jesus no barco nós não vamos a lugar nenhum", declarou.

O deputado deixou o Avante (ex-PTdoB), para o qual migrou em 2016 depois de ser expulso pelo PSOL, no ano anterior. Líder da greve dos bombeiros do Rio de Janeiro em 2011, ele foi eleito com quase 50 mil votos pelo PSOL.

Contrariando orientação dos correligionários, Daciolo apresentou uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para que a Constituição diga que "todo poder emana de Deus". Após a expulsão, ele disse ter sido discriminado pelo partido, que teria desrespeitado sua liberdade religiosa.

Reprodução/Facebook
O deputado federal Cabo Daciolo lê a Bíblia na tribuna da Câmara dos Deputados

Em outubro do ano passado, ele provocou polêmica ao divulgar um vídeo sugerindo "intervenção militar" no país. A proposta, no entanto, é inconstitucional.

"Não estou falando de ditadura, esquece isso, estou falando de um governo provisório, com novas eleições gerais. Vamos pegar os criminosos, os políticos corruptos e botar na prisão", convocou, dizendo que o povo brasileiro tem esse poder.

Antes da filiação de Daciolo, a bancada do Patriota na Câmara contava com apenas três deputados: o líder, Junior Marreca (MA), Erivelton Santana (BA) e Walney Rocha (RJ).

Nas eleições de 2014, o partido elegeu apenas dois dos 513 deputados da Câmara. É a quantidade de eleitos no último pleito que define tempo de TV e rádio durante a campanha e destinação de verbas para o fundo partidário.

Há duas semanas, ainda pelo Avante, Daciolo discursou na tribuna do plenário da Câmara e falou sobre seus planos presidenciais. "Povo brasileiro, eu sou Cabo Daciolo, servo do Deus vivo. Sou cristão e estou falando para uma nação que tem mais de 160 milhões de cristãos", iniciou o deputado.

"O Brasil tem solução. Eu acredito ter um plano de nação para a colônia brasileira, e por isso, hoje, sou pré-candidato à Presidência da República. Mas preciso dizer a todos que estão nos ouvindo neste exato momento que existe uma guerra espiritual", continuou.

Eu venho repreender toda a fúria de Satanás na nação brasileira!
Cabo Daciolo, pré-candidato à Presidência

Durante os discursos no ato de lançamento de sua pré-candidatura, nesta quarta, o presidenciável interveio diversas vezes em voz alta dizendo "glória a Deus", frase que usa para iniciar seus pronunciamentos.

Daciolo prometeu lutar em prol da família, da dignidade e dos trabalhadores que estão cansados do governo do presidente Michel Temer (MDB) e das "autoridades corrompidas que estão matando e escravizando nosso povo".

Presidente e fundador do PEN, Adilson Barroso contou durante o evento que leu a Bíblia "cinco vezes de capa a capa", chorando, antes de registrar a sigla no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em 2012.

Barroso mencionou a decisão de Bolsonaro de preterir o partido e o comparou a Daciolo. "Ele não está aqui, mas Deus mandou um semelhante agora com muito mais condições de ganhar a Presidência da República, um homem equilibrado, que não fala besteira, que também é militar", declarou.

Veja pré-candidatos à Presidência lançados por seus partidos (em ordem alfabética):

  • DEM - Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados
  • Novo - João Amoêdo, fundador do partido
  • Patriota - Cabo Daciolo, deputado federal
  • PCdoB - Manuela D'Ávila, deputada estadual (RS)
  • PDT - Ciro Gomes, ex-governador do Ceará
  • Podemos - Alvaro Dias, senador (PR)
  • PPL - João Vicente Goulart, ex-deputado estadual (RS)
  • PRB - Flávio Rocha, dono da Riachuelo e ex-deputado federal (RN)
  • PSC - Paulo Rabello de Castro, ex-presidente do BNDES
  • PSDB - Geraldo Alckmin, governador de São Paulo
  • PSDC - José Maria Eymael - ex-deputado estadual (SP)
  • PSL - Jair Bolsonaro, deputado federal (RJ)
  • PSOL - Guilherme Boulos, coordenador do MTST
  • PSTU - Vera Lúcia, sindicalista
  • PT - Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República
  • PTC - Fernando Collor, senador (AL) e ex-presidente da República
  • Rede - Marina Silva, ex-senadora (AC)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos