MDB finaliza programa Encontro com o Futuro e estuda oficializar Meirelles

Luciana Amaral

Do UOL, em Brasília

  • Edilson Dantas 5.mai.2018 /Agência O Globo

    Meirelles (à esq.), Temer e Skaf durante evento do MDB em São Paulo

    Meirelles (à esq.), Temer e Skaf durante evento do MDB em São Paulo

O presidente Michel Temer e a cúpula de seu partido, o MDB, finalizam um novo programa de governo chamado provisoriamente de "Encontro com o Futuro", a ser apresentado na próxima terça-feira (22) em Brasília, apurou o UOL.

Além disso, estudam a possibilidade de oficializar a candidatura de Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda de Temer e pré-candidato à Presidência pelo partido, nos próximos 15 dias. Caso não seja viável por motivos partidários e de alianças eleitorais, deverão anunciar se o MDB terá ou não candidato próprio.

Leia também:

A proposta é que o "Encontro com o Futuro" seja o programa de governo do MDB para as eleições de outubro deste ano e dê continuidade ao "Ponte para o Futuro". O último foi o programa do MDB lançado durante o governo de Dilma Rousseff (PT) em que apontava diretrizes para a recuperação socioeconômica do Brasil e que foi posto em prática na atual gestão. O novo programa partirá da premissa de que as principais propostas do "Ponte" foram cumpridas.

O "Encontro" é elaborado pelos aliados mais próximos de Temer, como o próprio Henrique Meirelles, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Minas e Energia).

O texto ainda está sendo fechado, apurou a reportagem, mas deverá contar com cinco eixos: Economia, Saúde, Educação, Meio Ambiente e Segurança Pública.

A intenção é que a versão inicial do "Encontro" seja apresentada na terça em evento na Fundação Ulysses Guimarães, pertencente ao partido. Serão convidadas as lideranças nacionais do MDB, bancadas do partido na Câmara e no Senado, os presidentes de diretórios regionais e os presidentes da fundação nos estados. O evento contará com as presenças de Temer, Meirelles e Moreira.

Na ocasião, além de defender o atual governo em discursos, o MDB colherá as sugestões dos filiados presentes. Elas serão analisadas para só então o partido lançar a versão final do novo programa. A vontade é que isso aconteça na semana seguinte, de 28 de maio, mas dependerá do andamento das sugestões recebidas e de consenso interno.

Segundo fontes ouvidas pela reportagem, o MDB estuda oficializar a candidatura do ex-ministro Henrique Meirelles na apresentação da versão final do "Encontro". Assim, seria promovido um grande evento do partido para o lançamento tanto das propostas de governo para as eleições quanto do candidato para o primeiro turno.

No momento, embora não seja unanimidade dentro do próprio MDB, Meirelles leva vantagem interna perante Temer. Este manifestou intenção de tentar se reeleger, mas, nas últimas semanas, tem dado sinais de que abrirá espaço para o ex-ministro. No entanto, para que Meirelles seja oficializado, é preciso que Temer confirme sua desistência em participar do pleito. Caso Temer não se manifeste, o MDB deverá ao menos anunciar se terá ou não candidato próprio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos