Lula tem 37,3% e Bolsonaro, 18,8%, diz pesquisa CNT/MDA

Gustavo Maia

Do UOL, em Brasília

  • Arte/UOL

Pesquisa do instituto MDA e encomendada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) traz o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em primeiro lugar na disputa presidencial, com 37,3% das intenções de voto. Divulgado nesta segunda-feira (20), esse é primeiro levantamento feito pelo instituto desde o início oficial da campanha eleitoral de 2018, na última quinta (16).

O deputado federal e candidato do PSL ao Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro, aparece em segundo lugar, com 18,8%. A pesquisa ouviu 2.002 pessoas entre a última quarta-feira (15) e este sábado (18), em 137 municípios de 25 unidades da federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

A pesquisa não testou cenários sem Lula, que está preso desde o dia 7 de abril, inelegível pela Lei da Ficha Limpa e tem sua candidatura questionada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Resolução da corte estabelece que "os nomes de todos os candidatos cujo registro tenha sido requerido" deverão constar da lista apresentada aos entrevistados durante a realização das pesquisas.

Foram testados na pesquisa os 13 candidatos que pediram registro ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Por ser a primeira vez em que o cenário traz apenas os 13 candidatos ao Planalto, não é possível comparar os índices desta pesquisa com os dados anteriores divulgados pelo MDA. Veja o resultado:

Intenção de voto estimulada para presidente:

  • Lula (PT) - 37,3%
  • Jair Bolsonaro (PSL) – 18,8%
  • Marina Silva (Rede) – 5,6%
  • Geraldo Alckmin (PSDB) – 4,9%
  • Ciro Gomes (PDT) – 4,1%
  • Alvaro Dias (Podemos) – 2,7%
  • Guilherme Boulos (PSOL) – 0,9%
  • João Amoêdo (Novo) – 0,8%
  • Henrique Meirelles (MDB) – 0,8%
  • Cabo Daciolo (Patriota) – 0,4%
  • Vera (PSTU) – 0,3%
  • João Goulart Filho (PPL) – 0,1%
  • José Maria Eymael (DC) – 0%
  • Branco/Nulo – 14,3%
  • Indeciso – 8,8%

Transferência de votos

A pesquisa CNT/MDA não testou entre eleitores um cenário sem o ex-presidente Lula. A pesquisa avaliou, entretanto, quem eventualmente receberia os votos destinado a Lula caso o candidato, inelegível pela Lei da Ficha Limpa, não possa disputar a eleição.

A candidatura de Lula foi questionada e o TSE deve decidir se o ex-presidente, que está preso desde de abril, poderá disputar as eleições de outubro. Por ter sido condenado em segunda instância, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP), ele foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa e se tornou potencialmente inelegível.

Considerando apenas o universo de eleitores que inicialmente declararam voto no petista (37,3%), o ex-prefeito Fernando Haddad, vice na chapa de Lula, ficou em primeiro lugar, com 17,3% das intenções de voto, seguido de Marina Silva e Ciro Gomes, com 11,9% e 9,6%, respectivamente. Somados, votos brancos e nulos e índice de indecisos representam 47,9% do total.

Respostas espontâneas

Registrada no TSE sob o número BR-09086/2018, a pesquisa também trouxe um cenário espontâneo, no qual os entrevistados foram questionados em quem votariam sem que nenhum nome fosse apresentado previamente. Desta forma, Lula ficou em primeiro, com 20,7%. Em seguida, aparece Bolsonaro, com 15,1%.

  • Lula (PT) – 20,7%
  • Jair Bolsonaro (PSL) – 15,1%
  • Geraldo Alckmin (PSDB) – 1,7%
  • Ciro Gomes (PDT) – 1,5%
  • Alvaro Dias (Podemos) – 1,3%
  • Marina Silva (Rede) – 1,1%
  • Outros – 1,4%
  • Branco/Nulo – 18,1%
  • Indeciso – 39,0%

Cenários para segundo turno

Além desses três cenários, o MDA simulou outros dez para o segundo turno, envolvendo cinco presidenciáveis: Lula, Ciro, Alckmin, Bolsonaro e Marina. Lula vence com vantagem expressiva nos quatro cenários em que foi testado, contra Ciro, Alckmin, Bolsonaro e Marina. Nas outras seis simulações, os candidatos ficaram tecnicamente empatados, levando em conta a margem de erro, de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Lula x Bolsonaro

  • Lula – 50,1%
  • Jair Bolsonaro – 26,4%
  • Branco/Nulo – 19,1%
  • Indeciso – 4,4%

Lula x Ciro

  • Lula – 49,4%
  • Ciro Gomes – 18,5%
  • Branco/Nulo – 27,2%
  • Indeciso – 4,9%

Lula x Alckmin

  • Lula – 49,5%
  • Geraldo Alckmin – 20,4%
  • Branco/Nulo – 25,2%
  • Indeciso – 4,9%

Lula x Marina

  • Lula – 49,8%
  • Marina Silva – 18,8%
  • Branco/Nulo - 26,7%
  • Indeciso – 4,7%

Bolsonaro x Ciro

  • Jair Bolsonaro – 29,4%
  • Ciro Gomes – 28,2%
  • Branco/Nulo – 32,7%
  • Indeciso – 9,7%

Bolsonaro x Alckmin

  • Jair Bolsonaro – 29,4%
  • Geraldo Alckmin – 26,4%
  • Branco/Nulo – 35,0%
  • Indeciso - 9,2%

Bolsonaro x Marina

  • Jair Bolsonaro – 29,3%
  • Marina Silva – 29,1%
  • Branco/Nulo – 33,3%
  • Indeciso – 8,3%

Ciro x Marina

  • Ciro Gomes – 26,1%
  • Marina Silva – 25,2%
  • Branco/Nulo – 40,0%
  • Indeciso – 8,7%

Marina x Alckmin

  • Marina Silva – 26,7%
  • Geraldo Alckmin – 23,9%
  • Branco/Nulo – 40,8%
  • Indeciso – 8,6%

Ciro x Alckmin

  • Ciro Gomes – 25,3%
  • Geraldo Alckmin – 22,0%
  • Branco/Nulo – 42,6%
  • Indeciso – 10,1%

Sem citar nominalmente nenhum dos candidatos a vice-presidente, a pesquisa ainda questionou os entrevistados sobre a importância dos companheiros da chapa presidencial. Para 48,2%, o ocupante do posto é "muito importante". Já 23,8% dos ouvidos acham que a importância é média. Por outro lado, 11,2% consideram pouco importante, e 14% acham que "não tem importância".

O levantamento também abordou o limite de voto dos candidatos e a avaliação do governo do presidente Michel Temer (MDB), além do interesse dos eleitores nas eleições, da expectativa para os próximos meses e das doações para as campanhas, entre outros temas.

Outras duas pesquisas nacionais devem ser divulgadas esta semana: uma realizada pelo Ibope, nesta segunda, e outra pelo Datafolha, na próxima quarta-feira (22).

Lula pode ser candidato?

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos