Em dúvida sobre Lula, Ibope suspende provisoriamente divulgação de pesquisa

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Facebook

    Questionário do Ibope tinha dois cenários, mas só foi apresentado aos entrevistados o painel com Haddad

    Questionário do Ibope tinha dois cenários, mas só foi apresentado aos entrevistados o painel com Haddad

O Ibope suspendeu provisoriamente a divulgação de uma pesquisa prevista para esta terça-feira (4) com intenção de voto para a Presidência da República. O levantamento foi contratado pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Em nota oficial divulgada nesta noite, o Ibope informou que fez uma consulta ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre se poderia divulgar os resultados da pesquisa. Isso porque no registro do levantamento, no dia 29 de agosto, o questionário que seria apresentado aos eleitores trazia dois cenários: um com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato ao PT e outro com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como representante do partido.

Leia também:

Na madrugada de sexta para sábado (1º), o TSE indeferiu o registro de candidatura de Lula, argumentando que ele estava inelegível pela Lei da Ficha Limpa. Os entrevistadores do Ibope, então, só apresentaram aos eleitores consultados o cenário com Haddad.

Em dúvida se poderia divulgar uma pesquisa cujo questionário inicial não foi totalmente seguido, o Ibope resolveu consultar o TSE, que até agora, não se pronunciou.

No comunicado oficial, o instituto informou que só divulgará os resultados do levantamento após uma resposta do tribunal. Não há prazo para o TSE se manifestar.

A pesquisa em questão foi registrada no TSE no dia 29 de agosto sob o número BR-05003/2018. Segundo dados informados no site da corte, 2002 pessoas foram entrevistadas.

Lula está preso desde o dia 7 de abril em Curitiba, condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP). Mesmo assim, ele foi registrado pelo PT como candidato ao Planalto. O partido registrou Haddad como candidato a vice. O TSE indeferiu o registro do ex-presidente e deu à coligação 10 dias para trocar o cabeça de chapa.

O PT ainda não assume a possibilidade de anunciar Haddad e já informou que recorrerá no próprio TSE e no STF (Supremo Tribunal Federal) pelo direito de Lula ser candidato.

Datafolha cancela pesquisa

Outro instituto, o Datafolha, cancelou a primeira pesquisa com divulgação prevista após o indeferimento da candidatura de Lula.

O levantamento foi registrado no TSE no dia 31 de agosto e trazia cenário com o ex-presidente. Com o impedimento de Lula definido pelo TSE, e como a pesquisa seria aplicada com eleitores entre os dias 4 e 6 de setembro, o Datafolha optou por cancelar o levantamento.

Uma nova pesquisa já foi registrada e será divulgada na próxima segunda-feira (10).

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos