Em programa de rádio, Doria defende Bolsonaro e França recebe apoio de Skaf

Do UOL, em São Paulo

  • Arte/UOL

O primeiro dia da propaganda no rádio dos candidatos ao governo do Estado de São Paulo, nesta sexta-feira (12), foi marcado pela estreia de declarações de apoio no horário eleitoral e por ataques já familiares ao eleitor. João Doria (PSDB) e Márcio França (PSB), que disputam o segundo turno, tiveram 5 minutos cada um.

João Doria, que abriu o bloco, defendeu o apoio a Jair Bolsonaro (PSL) na disputa presidencial. Doria também trouxe propostas que lembram o discurso do capitão reformado para a segurança pública, como "redução da maioridade penal de 18 para 16 anos" e "que bandido cumpra pena na cadeia".

Leia mais:

Já o bloco de Márcio França, que simulou um programa de rádio, contou com a participação de Paulo Skaf (MDB), terceiro colocado no primeiro turno, declarando apoio a França: "meu voto agora é 40", disse Skaf após agradecer os votos que recebeu e afirmar que está "preocupado com o futuro de São Paulo".

O apoio do emedebista e presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) a França foi selado nessa quarta (10) em agenda conjunta de ambos em uma unidade do Sesi, em Suzano (Grande São Paulo).

Em outros momentos dos programas, os candidatos voltaram a se atacar usando discursos já explorados durante o primeiro turno.

O candidato tucano reforçou o tom anti-PT de sua campanha. João Doria falou em evitar a volta "da esquerda socialista e aliados do PT", colando a imagem do adversário a setores da esquerda na tentativa de atrair o eleitorado insatisfeito com as últimas gestões do partido.

Márcio França, por sua vez, alertou o ouvinte de que "não vale mentir, trair os amigos, dar a palavra e voltar atrás", referindo-se ao fato de Doria ter deixado a prefeitura da capital antes do fim do mandato. Prevendo essa estratégia do rival, o tucano afirmou que essa "é a única crítica que ele tem".

Como funcionará o horário eleitoral

São dois blocos de dez minutos do horário eleitoral gratuito pela manhã no rádio, às 7h10 e às 12h10, de segunda a sábado. Na TV, a propaganda também é dividida em dois blocos diários de dez minutos, às 13h10 e às 20h40, de segunda a sábado. Nos dois veículos, os programas dos candidatos ao governo são exibidos após o bloco presidencial.

Cada candidato tem cinco minutos em cada um dos blocos. Doria abriu o primeiro dia de campanha, pois foi o mais votado no primeiro turno. Nos dias seguintes, França e Doria irão abrir os blocos de forma alternada.

Além do tempo de horário eleitoral gratuito, os dois candidatos irão dividir os 25 minutos destinados a inserções de 30 ou 60 segundos durante os intervalos comerciais da programação normal de rádio e TV. As inserções vão ao ar de segunda a domingo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos