DEM fecha apoio a Doria em São Paulo e deve indicar vice

Daniel Weterman

São Paulo

  • MARCELO CHELLO/CJPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    22.set.2017 - Doria (d), do PSDB, e Maia, do DEM, juntos

    22.set.2017 - Doria (d), do PSDB, e Maia, do DEM, juntos

Enquanto o DEM negocia seu futuro nas eleições presidenciais, o partido fechou apoio à pré-candidatura de João Doria (PSDB) ao governo de São Paulo. O anúncio da aliança estadual vai ser feito em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (14).

Com isso, o líder do DEM na Câmara e ex-secretário do governo Geraldo Alckmin, Rodrigo Garcia, desiste oficialmente de ser candidato a governador e passa a ser considerado para vice de Doria na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes. O fechamento da vice-candidatura, no entanto, não deve ocorrer agora.

Veja como foi a sabatina UOL/Folha/SBT com Doria:

Para as vagas do Senado, a coligação deve ter um nome do PSDB e outro do PSD, acreditam líderes tucanos em São Paulo. Dentro do PSDB, disputam a vaga tucana de uma candidatura ao Senado os deputados federais Ricardo Tripoli e Mara Gabrilli e o deputado estadual Cauê Macris.

Diante da indefinição do cenário nacional, uma aliança em São Paulo abriria caminho para o apoio do DEM à pré-candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB), disse ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, o deputado federal Vanderlei Macris (PSDB-SP).

"Vai pavimentando o caminho, é um bom movimento. Respeitamos a candidatura do Rodrigo Maia, mas a articulação nos Estados pavimenta bastante o caminho", declarou o parlamentar.

Veja íntegra da sabatina UOL, Folha e SBT com João Doria

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos