Alvaro Dias diz que aliança do PSDB com centrão é 'reedição de tragédia'

Mateus Fagundes

São Paulo

  • Theo Marques - 18.dez.2017/Folhapress

Ex-membro do PSDB e até bem pouco tempo aventado como candidato a vice-presidente na chapa de Geraldo Alckmin, o senador paranaense Alvaro Dias, pré-candidato do Podemos, criticou a formação da aliança do ex-governador paulista.

"É a reedição de uma tragédia", afirmou. "É a fotografia do sistema atual que queremos mudar. Estes partidos (do Centrão) não estão interessados na refundação da República, que é o nosso princípio." Dias usou os mesmos termos que outro ex-tucano, o vereador paulistano Mario Covas Neto, que se filiou ao Podemos para concorrer ao Senado.

O senador paranaense foi procurado por tucanos ao longo do primeiro semestre para que desistisse da candidatura para concorrer como vice-presidente de Alckmin. A ideia era consolidar o apoio da região sul do País à chapa do PSDB. A última sondagem foi feita após o empresário Josué Gomes da Silva (PR) recusar a vaga de vice, mesmo depois de o Centrão fechar o apoio a Alckmin. Mas Dias negou reiteradas vezes a intenção de largar mão da disputa. O senador deixou o PSDB em 2016. Antes, fez parte da sigla entre 1994 e 2001.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos