10 perguntas que estão sem resposta no caso Palocci


A sa�da de Antonio Palocci do governo Dilma Rousseff, na vis�o de alguns analistas, n�o encerra a crise que se instalou no Pal�cio do Planalto. Cr�ticos do governo dizem que Dilma demorou para agir no caso. O ministro Palocci evitou ao m�ximo responder as perguntas que foram surgindo no desenrolar da hist�ria, e s� veio a p�blico na sexta-feira, dia 3 de junho, em entrevistas em que tamb�m deixou muitas d�vidas no ar. O fato que � muitas quest�es ficaram mal esclarecidas ou totalmente sem resposta no caso. Veja algumas das principais.

Que tipo de consultoria a empresa Projeto, do médico Palocci, oferecia a seus clientes?

Por que Palocci não revelou quem foram os clientes da Projeto?

Por que a Projeto recebeu mais dinheiro justamente entre a eleição e a posse de Dilma?

Por que a Projeto continuou recebendo pagamentos mesmo depois da escolha de Palocci como ministro do governo Dilma?

Já como ministro, Palocci lidou com temas de interesse das empresas que contrataram a Projeto ou se declarou impedido?

Palocci teve acesso a informações do governo sobre a política cambial para orientar seus clientes?

Um dos clientes da Projeto foi a construtora WTorre, que fez negócios com estatais. Que serviços o ex-ministro prestou à WTorre e quanto recebeu por eles?

A Projeto trabalhou em operações de fusão de empresas que dependem da aprovação de órgãos federais como o Cade?

A Projeto participou da venda das ações da Camargo Corrêa no grupo Itaú ao fundo de pensão Petros, manteve negócios com o banqueiro André Esteves e prestou serviços para o banco Safra?

O que o ex-ministro fez com o dinheiro que sobrou depois de gastar R$ 7,5 milhões para comprar um apartamento e um escritório em São Paulo?

UOL Cursos Online

Todos os cursos