PMDB deve fazer uma ampla discussão para debater sucessão de Lula, afirma Temer

Da Agência Brasil
Em Brasília (DF)

Fortalecido pelas vitórias que garantiram as presidências da Câmara e do Senado, o PMDB só deve definir sua posição sobre a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em convenção nacional.

"Acho que devemos democratizar esse debate [sobre as eleições de 2010]", disse hoje (3) o novo presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP).

Ele preferiu não se manifestar sobre o apoio da legenda a um dos dois nomes cotados para polarizar a disputa: o da ministra da Casa Civil, a petista Dilma Rousseff, e do governador de São Paulo, o tucano José Serra.

"Vamos fazer um discussão interna, ouvindo, no tempo certo, todos os setores do partido", afirmou o deputado. "É preciso ouvir democraticamente a todos para depois decidir", acrescentou Temer, durante entrevista coletiva em seu primeiro dia de trabalho após ser eleito, pela terceira vez, presidente da Câmara.

Para o peemedebista, não foi a eleição de ontem (2) que tornou o PMDB forte. A sigla, assinalou Temer, sempre teve força. Segundo ele, as eleições para prefeituras, governos de Estado e Legislativo comprovam isso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos