Com Lei Seca, multas crescem 400% no Ceará

Luís Carlos de Freitas
Especial para o UOL Notícias
De Fortaleza (CE)

As multas pela Lei Seca, no Ceará, subiram mais de 400% no primeiro mês deste ano, comparando com a média mensal do segundo semestre do ano passado: 244. De 1º de janeiro a 1º de fevereiro, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) multou 1.238 motoristas que dirigiam com álcool no sangue, o que corresponde a 85,78% de todas as autuações realizadas nos últimos seis meses de 2008.

Só fiscalização tornará efeitos permanentes, dizem especialistas

Entre os especialistas em trânsito, uma conclusão unânime sobre a Lei Seca: haverá efeitos positivos permanentes só onde e se houver fiscalização


Dos 1.238 condutores multados em 2009, durante cinco operações, sempre de quinta a domingo, 33 foram detidos e responderão processo criminal por apresentarem teor de álcool acima de 0,30 mg por litro de ar expelido. O restante, com índice alcoólico inferior, além de ter a carteira de motorista suspensa por 12 meses, terá de pagar R$ 957,50. Mais de 16 mil exames com bafômetro foram realizados nas vias e rodovias cearenses neste ano.

Para o superintendente do Detran-CE, João Pupo, a alta na estatística se deve, principalmente, à intensificação das fiscalizações nos bairros da periferia de Fortaleza e no interior do Estado e, também ao período de férias. Antes, as blitze eram concentradas em áreas mais tradicionais e conhecidas por parte da população.

No Carnaval, uma das estratégias para reduzir o número de acidentes nas estradas é realizar barreiras por 24 horas, nos principais pontos de tráfego do Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos