Governo negocia com o Pará redução zero do desmatamento pela pecuária

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

O governo federal quer reduzir a zero o desmatamento causado pela pecuária. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (11) pelo ministro Reinhold Stephanes (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), durante o Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas, em Brasília (DF).

Segundo o ministro, o projeto já está "bastante avançado" e deve ser lançado em até dois meses. As negociações estão sendo feitas com a Secretaria de Agricultura do Pará, frigoríficos e lideranças do Estado, que tem o maior número de municípios na lista dos maiores desmatadores.

"Não faz nenhum sentido desmatar 5.000 hectares para criar 5.000 bois e gerar dois empregos, quando já existe áreas desmatadas em número suficiente para isso. Quando o plano for lançado, é claro que os prefeitos serão mobilizados para este trabalho", afirmou Stephanes.

Na opinião do ministro, é possível ter uma pecuária sustentável por meio da integração com a lavoura, nas áreas que possam utilizar essa tecnologia.

O ministro Carlos Minc (Meio Ambiente) participou do painel sobre as "alternativas para a produção sustentável na Amazônia Legal" ao lado de Stephanes. E disse que sua pasta também conta com ações que visam o desmatamento zero em decorrência da pecuária.

"Vamos assinar um pacto com a Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne) no início de março para estabelecer uma moratória da carne produzida em área desmatada. Será um pacto pelo abate legal", ressaltou.

Minc afirmou que a pecuária corresponde a 75% do desmatamento na Amazônia e, ao ser controlado, permitirá também a recuperação de áreas degradadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos