Estratégia de comunicação prevê coluna do presidente Lula em jornais populares

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília (DF)

Jornais populares de todo o país podem passar a ter um espaço reservado periodicamente ao presidente Lula, ainda este ano. A proposta é selecionar perguntas para serem respondidas na coluna, que já tem nome: "O Presidente responde".

A informação consta da mensagem enviada pelo presidente Lula ao Congresso Nacional no início deste mês. A coluna nos jornais populares aparece ao lado de outras medidas de comunicação, como a produção de entrevistas gravadas do presidente para rádios regionais.

Internet: mais investimento

O governo federal planeja investir até R$ 11 milhões para divulgar informações pela Internet. Pelos planos da secretaria de imprensa da presidência, a página do Palácio do Planalto deverá ganhar recursos de mídia, como discursos em vídeo e fotos. Atualmente, apenas o áudio dos discursos é disponibilizado

No caso da coluna, ainda não estão definidos quais jornais devem entrar no 'pacote de assinantes' que enviariam sugestões de perguntas a serem respondidas e receberiam o material para publicação. Contudo, na própria mensagem enviada ao Legislativo há indicações sobre quais jornais devem ser contemplados. O texto diz que a presidência abriu "inéditos espaços de interlocução" com jornais populares como Meia Hora (RJ), Super Notícia (MG), Diário Gaúcho (RS), Agora São Paulo (SP), Aqui DF, Daqui (GO), Notícia Agora (ES) e Notícia Já (SP).

Questionado sobre as possíveis críticas da oposição à iniciativa, que pode ser vista como propaganda eleitoral com a máquina pública, o secretário de imprensa da presidência, Nelson Breve, disse "ter a consciência tranquila". "Disponibilizar informação não é vender propaganda. É importante para a democracia", defendeu.

Segundo ele, o crescimento dos jornais populares foi verificado pelo governo ainda em 2007. A coluna seria, em sua opinião, um "espaço voltado para o público incluído pelo governo no mercado consumidor".

O secretário ressalta que o interesse do público dos jornais populares é diferente daquele da chamada grande mídia e também dos jornais regionais. Por isso, seria necessário atender a cada demanda individualmente. Da mesma forma, o contato com a imprensa internacional também foi intensificado, de acordo com Breve.

Rádios regionais
A entrevista gravada para rádios regionais deve ocorrer sempre antes de viagens presidenciais. Atualmente, o presidente Lula pode conceder entrevistas coletivas durante as viagens, mas a secretaria de imprensa acredita que será possível atender melhor aos pedidos de entrevista fazendo a pré-produção.

Tanto a entrevista para as rádios como a coluna para os jornais, no entanto, ainda dependem de acordo a ser fechado com os grupos de comunicação. As conversas já se desenvolvem desde o ano passado, mas ainda não há previsão de quando a proposta do governo será colocada em prática.

De qualquer forma, já apareceram na mensagem ao Congresso como um dos compromissos da presidência para 2009. "Esses novos segmentos de público também precisam ser aproveitados", define Breve.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos