Corpo de secretário exonerado em escândalo do governo Yeda é encontrado em Brasília

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

O corpo de Marcelo Cavalcante, chefe da Representação do Governo do Rio Grande do Sul em Brasília exonerado durante o escândalo de desvio de verba no Detran, foi encontrado na manhã desta terça-feira no Lago Paranoá, na capital federal. As informações são do portal 'Zero Hora'.

Sindicatos do RS cobrem painéis contra Yeda

Sindicatos gaúchos suavizaram a campanha publicitária contra a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), depois que o Ministério Público Estadual, acionado pelo governo, considerou outdoors que continham a foto da tucana "injuriosos"

Cavalcante estava desaparecido desde a tarde de sábado, quando havia saído para encontrar amigos. Na manhã de ontem, seu carro, um Toyota Corolla, foi localizado junto à Ponte Juscelino Kubitschek, às margens do Lago Paranoá.

Os documentos e cartões de crédito do ex-secretário estavam dentro do veículo, que estava trancado. Apenas o telefone celular de Cavalcante não foi encontrado. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal.

Desvio de R$ 44 milhões
Cavalcante foi exonerado em junho do ano passado, com outros quatro secretários do governo Yeda Crusius (PSDB), no ápice do escândalo do Detran no Rio Grande do Sul. A crise começou com a descoberta de um desvio de R$ 44 milhões no Detran pela Polícia Federal.

À época, Cavalcante foi flagrado em uma escuta telefônica intermediando uma reunião do empresário Lair Ferst, apontado como um dos chefes do esquema, na Secretaria da Fazenda.

*Com informações do portal 'Zero Hora'

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos