Ministra pede grupo de trabalho para avaliar lei de cotas eleitorais para mulheres

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

A ministra Nilcéa Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, cobrou nesta segunda-feira (9) a criação de um grupo de trabalho para discutir a política de cotas eleitorais do país. Ela abordou o tema durante a abertura do Seminário Mais Mulheres no Poder, realizado pelo governo federal, em Brasília.

"Fizemos uma pesquisa que mostrou que 73% das pessoas acreditam que os partidos deveriam ser sancionados se não cumprissem a política de cotas", ressaltou, referindo-se a lei que reserva 30% das candidaturas para mulheres, sem prever sanções.

Para a ministra, o grupo de trabalho deve reunir representantes do Executivo (Casa Civil, Secretaria de Políticas para Mulheres, Advocacia Geral da União e Ministério do Planejamento), do Legislativo e da sociedade civil, indicados pelo Conselho Nacional de Direitos da Mulher.

"Temos que formar esse grupo de trabalho para, juntamente com toda a discussão da reforma política que tramita no Congresso, fazermos uma revisão da legislação de cotas eleitorais vigente no país e para que possamos apresentar uma proposta para o Legislativo", resumiu.

A ministra Ellen Grace, ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), também participou do evento e se emocionou ao falar das brasileiras "que se dedicam à educação das crianças e jovens" e que "são responsáveis pela manutenção de 30% dos lares brasileiros." "É a elas que se devem direcionar as políticas públicas", destacou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos