Cristovam Buarque defende no plenário plebiscito para discutir se Senado deve ser fechado

Piero Locatelli
Do UOL Notícias
Em Brasília

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) defendeu hoje no plenário do Senado Federal a ideia de fazer um plebiscito para saber se o Senado deve ser fechado.

"Muitos me criticaram, porque disse que podia haver, sim, uma votação propondo fechar [o Senado]. Mas, e se o povo quiser? O nome disso é golpe? Não, o nome disso não é golpe. Pode até ser equívoco, mas não seria golpe", disse o senador.

Cristovam falou pela primeira vez da ideia em entrevista a uma rádio de Recife na sexta-feira. Hoje ele reiterou a ideia, mas negou que fará uma proposta formal a respeito.

Apesar de defender um plebiscito sobre a existência do Senado - envolvido em diversos escândalos desde o começo do ano -, Cristovam diz não ser favorável ao fim da Casa, que representa os Estados na Legislativo.

"Fiquei feliz com as críticas que recebi, porque significa que, apesar de todas as desmoralizações que nós temos, a opinião pública ainda sabe que um Congresso, por piores que sejam seus defeitos, é melhor aberto do que fechado", disse ele.

O pronunciamento de Cristovam veio menos de uma semana após ser aprovada no Senado a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que aumenta o número de deputados. De autoria de Cristovam, a PEC aumenta o quórum da Câmara em até sete parlamentares, elevando o número de 513 para 520.

Os novos parlamentares seriam escolhidos pelos brasileiros que vivem no exterior. Atualmente, eles só votam para presidente. No seu discurso sobre o plebiscito, Cristovam falou novamente sobre a sua proposta.

"Se o Brasil tem custo demais para seus deputados, reduzamos os custos, mas não deixemos de ter representantes dos brasileiros que foram forçados a se exilarem por razões econômicas", disse o senador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos