Candidato tucano contesta no TSE posse de Roseana Sarney no governo do Maranhão

Marco Antonio Soalheiro
Da Agência Brasil
Em Brasília

Aderson Filho, candidato pelo PSDB ao governo do Maranhão nas eleições de 2006, ajuizou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um mandado de segurança, com pedido de liminar, para suspender a decisão que determinou a diplomação e a posse da senadora Roseana Sarney (PMDB) no cargo de governadora do Estado.

A posse de Roseana, após o julgamento dos recursos cabíveis, foi determinada em virtude da cassação do mandato do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), e de seu vice, Luiz Carlos Porto, por abuso de poder econômico e compra de votos nas eleições de 2006.

A cassação de Jackson Lago se deu na sessão plenária do TSE de 3 de março deste ano. Aderson Filho alegou que o TSE, quando determinou a posse de Roseana naquela mesma sessão, teria violado a competência administrativa privativa do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) de proclamar o resultado de eleição estadual.

"Resta claro que eventual cassação do candidato considerado eleito faz exigir nova proclamação de resultado, seja para declarar eleito o segundo colocado seja para decidir sobre a prejudicialidade de todo o pleito", afirmou o candidato tucano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos