Paulo Lacerda não comparecerá à reunião da CPI; presidente da comissão critica atitude

Da Agência Câmara

O presidente da CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), anunciou nesta terça-feira (14) que o delegado Paulo Lacerda, ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e da Polícia Federal (PF), não comparecerá à audiência para a qual foi convocado. Lacerda é atualmente adido policial em Portugal.

O depoimento de Lacerda estava marcado para quarta-feira (15), às 14h30. Ele foi chamado para esclarecer contradições nos depoimentos que prestou na CPI e na PF sobre a atuação da Abin na Operação Satiagraha, deflagrada em julho de 2008 e liderada pelo delegado Protógenes Queiroz. Na ocasião, foram presos o banqueiro Daniel Dantas, o megainvestidor Naji Nahas e o ex-prefeito de São Paulo, Celso Pitta.

Itagiba afirmou que, além de ter de responder por ter mentido à CPI, o delegado Lacerda agora incorrerá na desobediência a um comando da comissão.

O deputado Itagiba também informou que pediria a inclusão entre os documentos da CPI reportagem publicada hoje pelo Jornal do Brasil. Em entrevista, o delegado Protógenes afirma que a operação foi encomendada pela Presidência da República.

De acordo com o delegado, o presidente teria ficado incomodado com a tentativa de o empresário Daniel Dantas, dono do Opportunity, de cooptar o filho do presidente, Luiz Fábio da Silva, além de outras autoridades do governo federal.

A reunião desta terça-feira foi convocada para ouvir Edval de Oliveira Júnior, subsecretário de modernização da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro. A audiência ocorre no plenário 9.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos