PT desiste de CPI mista da Petrobras

Piero Locatelli
Do UOL Notícias
Em Brasília

O deputado André Vargas (PT-PR), vice-líder do partido na Câmara, desistiu de criar uma Comissão Mista de Inquérito para investigar a Petrobras. Ele defendia que a CPI da Petrobras, instaurada no Senado na última sexta-feira (16) por iniciativa do PSDB, incorporasse também integrantes da Câmara. O anúncio foi feito hoje, após reunião da bancada petista da Casa.

"Eu somente tive a ideia e consultei a bancada, que foi contra. Nós achamos melhor não nos envolvermos da mesma forma que o PSDB na questão", disse o congressista. Segundo ele, apesar de ser a favor da proposta, ele desistiu com a resistência da bancada. "Não é uma praxe comum dos petistas fazerem esse tipo de coisa sozinhos."

O deputado disse que agora o partido "irá às ruas". Já está marcado uma ato na quinta-feira para "abraçar a Petrobras" e outros protestos devem ocorrer.

Vargas acusou o PSDB de fazer a CPI com um propósito eleitoreiro. "Tenho certeza que o PSDB tem uma pesquisa eleitoral com a queda do Serra e a subida da Dilma, por isso eles estão fazendo isso", disse o deputado.

Partidos devem decidir vagas ainda hoje
Com a CPI instalada no Senado, agora os partidos se mobilizam para escolher os seus integrantes. Os partidos com as maiores bancadas no Senado - PMDB, DEM, PSDB, PT e PDT - têm reuniões marcadas para essa tarde.

Depois de escolhidos os membros, deverão ser feitos os acordos para escolher o presidente e o relator da CPI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos