Para ministro do Trabalho, taxa de desemprego deve fechar o ano 'entre 8 e 8,5%'

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

O ministro Carlos Lupi (Trabalho) afirmou nesta quinta-feira (21) que o Brasil deverá fechar o ano com uma taxa de desemprego entre 8% e 8,5%. Ele comentou os números divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que apontaram estabilidade na taxa de desemprego no mês de abril.

"Todos os sintomas que a gente percebe são de resultados positivos. Eu continuo acreditando em um resultado positivo, chegando a mais de 1 milhão de empregos formais criados este ano e com uma taxa de desemprego menor, entre 8 e 8,5%", afirmou o ministro.

Segundo o IBGE, a taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do país (São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Belo Horizonte e Porto Alegre), que tinha registrado alta durante três meses seguidos, ficou em 8,9% em abril. O resultado indicou estabilidade em comparação com a taxa de 9% verificada no mês anterior. Quando a comparação é com abril do ano passado, o índice apresentou aumento de 0,4 ponto percentual.

O ministro comentou os dados do IBGE depois de anunciar a ampliação do benefício de duas parcelas extras do seguro-desemprego para mais 216,5 mil trabalhadores que foram demitidos sem justa causa nos meses de dezembro e janeiro.

Lupi disse ainda que o PIB (Produto Interno Bruto) do país "surpreenderá a todos os pessimistas, ficando em 2 a 2,5%".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos